Alimentação saudável

Ontem fui numa palestra organizada pela Unimed da minha cidade. O assunto era alimentação saudável para crianças de 0 a 2 anos. O tema foi abordado de forma bem ampla, mas o objetivo principal era a troca entre os pais presentes (5 mães e 2 pais). Destaco aqui alguns tópicos tratados pela nutricionista que coordenou o encontro.

* As papinhas de frutas podem ser introduzidas a partir do 6 mês.
* Algumas sugestões de frutas para as papinhas: maçã, banana, pera, melão (mais maduro), mamão.
* Uma dica importante é não misturar as frutas. Como o paladar da criança está em formação é melhor deixar ela descobrir o gosto de cada fruta individualmente.
* As papinhas salgadas podem ser dadas gradualmente para os bebês depois do sétimo mês.
* É importante variar: um dia oferecer papinha “verde” (com mais brócolis e espinafre, por exemplo), outro dia papinha “laranja” (com bastante cenoura),…
* Evitar doces, frituras e refrigerantes (pode parecer meio óbvio, porém já vi pais oferecerem antes mesmo de 1 ano).
* Depois de 1 ano de idade a criança já pode tomar leite de caixinha (caso já tenha acontecido o desmame, antes o mais adequado é um NAN da vida ou outro leite em pó do gênero).
* Sucos e chás devem ser sem açúcar.
* O leite também deve ser sem açúcar (achocolatados então… nem pensar cedo assim!).
* As papinhas salgadas devem ser temperadas bem de leve (evitar orégano, temperos prontos, usar apenas um pouquinho de sal).
* Quando a criança começar a tomar água usar fervida, não mineral (pois segundo a nutricionista os bebês ainda não estão prontos para absorver os minerais da água).

Enfim, esses são os itens que eu lembrei. Alguém tem mais alguma dica? Ou discorda de algum tópico?

Confesso que fico um pouco assustada quando penso na introdução das papinhas na alimentação do Vítor. Primeiro porque não tenho muita paciência para cozinhar. Além disso, fico arrepiada só de pensar nos “outros” oferecendo coisas que não considero adequadas. Por outros leia-se avós, tios e familiares de modo geral. Se agora sempre tem alguém dizendo pra colocar um melzinho na chupeta (quem explica o motivo de insistirem tanto nisso?!)… imagina depois…

Ainda sobre alimentação sugiro o blog Papinha Gourmet e o post “As delícias e dificuldades no quesito alimentação da família – parte 1“, do blog “Tagarelices de uma filha, Pensamentos de uma mãe“.

Comentários Facebook

5 comments

  1. Oi Ananda! Esse assunto já está me causando uma certa ansiedade porque a orientação dos pediatras daqui é de começar a introduzir sólidos a partir dos 4 meses! Agora não sei se sigo o que ouvi minha vida inteira no Brasil ou se vou pelo que o pediatra dele mandar.

    View Comment
  2. ótimas dicas Ananda! olha, eu tenho muita resistência também com achocolatados, embora joão, de 1 ano e 8 meses, coma um uma vez na vida! Não dou Nescau, mas ele dica doidinho querendo tomar…

    quanto às papinhas salgadas, é importante realmente introduzir uma verdura de cada vez mesmo, para que o pequeno possa se acostumar com o sabor de todas individualmente. Isso ajuda a, no futuro, fazer opções alimentares mais saudáveis.

    no mais, é preciso vigiar mesmo para que não deem aos nossos filhos alimentos que não queremos, é difícil, mas precisamos ficar alertas!

    bjos e um ótimo são joão pra voces!

    View Comment
  3. Oi, Ananda.
    As dicas são ótimas.
    Essa fase de introdução de alimentos é trabalhosa, sim, mas fundamental na vida dos pequenos. Nossos erros e acertos como mãe nessas horas “define” muito como eles vão se alimentar no início da vida.
    Beijos.

    View Comment
  4. janaina machado

    Oi Ananda ! Esse assunto me deixa bem ansiosa.Já ouvi de tudo,principalmente da minha sogra,que diz q vai encher os armários de doces e guloseimas! Mas eu procuro ser bem firme e dizer sempre que eu NÃO quero de geito nenhum,e agora pareeeeeece que ela já está aceitando,e o meu marido(sábio) não se mete.Minha mãe graças a Deus só me orienta quando eu peço,afinal sou babá a mais de 4 anos,então, alguma noção eu tenho,né ?BJS

    View Comment
  5. Olha, Ananda, essas coisas são bastante variáveis, de acordo com cada mãe, cada contexto ou situação; embora haja um ideal.

    Eu, por exemplo, retornei ao trabalho ao final do 5º mês e introduzi a papinha de frutas aos 4, porque seria assim na creche. Quis prepará-la para evitar problemas de adaptação. A salgada eu introduzi no final do 5º mês, mas segui todas as recomendações de preparo. No fim, tudo certo, sem problema algum.

    As frituras, os doces e refrigerantes eu evitei severamente até alguns meses atrás (ela está agora com 1 ano e 6 meses; porém continuo a evitar, mas já “errei” e fraquejei, dando “besteiras” do gênero para ela provar. Refrigerante ela nunca aceitou, mesmo quando pedia insistentemente, quando nos via beber. (ainda bem!)

    O uso do açúcar teve de ser liberado em pequenas quantidades porque na creche o leite é levemente adoçado, daí em casa, rejeitava se não fosse igual… Ossos do ofício…

    Mas nada de achocolatados, “sustagens” da vida e afins. Nem Mucilon ela aceitava bem. Cheguei a comprar e tive que jogar fora porque venceu. Na boa? Prefiro assim. Quanto menos coisas artificiais ela ingerir agora, melhor será depois. Eu acredito.

    Bjo!

    View Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *