Nós e o sono

Quando eu estava grávida ouvi mil vezes: “Dorme agora que depois vai ser difícil”. Não tinha ideia se isso fazia sentido ou não, mas segui direitinho o conselho e dormi até não poder mais.

Acontece que o Vítor nasceu e eu percebi o sentido daquelas sábias palavras. Ter um bebê pequeno em casa é praticamente sinônimo de sono extremo. É como se as duas coisas andassem juntas e fossem inseparáveis.

A primeira noite com o pequeno em casa foi apavorante. Ele chorou 1 hora sem parar. Tentei peito, embalar, dar colo, dei remédio, troquei fralda, enfim… descartei todas as possibilidades e nada resolvia. Ele continuava berrando.

Imaginem vocês a cara de uma mãe de primeira viagem ainda meio tonta com tanta novidade e com o filho chorando sem parar na primeira noite juntinhos no lar doce lar. Imaginaram? Pois logo descobri que isso não era nada! Depois de uma noite inteira (não apenas 1 horas, mas umas 7, 8 horas) com a cria aos gritos é que pensei: nunca mais vou dormir.

Mas, porém, contudo, todavia, entretanto… eu estava enganada! Não vim aqui me gabar, apenas quero oferecer uma luz no fim do túnel para as loucas deseperadas por algumas horinhas de sono contínuo. Conseguimos acertar os ponteiros e desde 3 semanas de vida o Vítor dorme a noite inteira. Todas COMEMORA!

Esperei para fazer tal revelação oficialmente pois sabe como é… filho adora contradizer mãe. Então deixei que as noites bem dormidas se consolidassem como um padrão e agora vim contar um pouquinho do que nos levou a esse bom resultado.

O Vítor pega no sono relativamente tarde, entre 11 da noite e 1 da madrugada. Acorda mais ou menos às 8 da manhã, mama, eu troco a fraldinha e o deito do meu lado na cama (papai já está no trabalho) e ele logo pega no sono de novo. Depois disso o pitoco só acorda por 11:30, meio dia. Ótimo, não?! Definitivamente, eu não posso reclamar!

Acredito que a base das noites tranquilas é a rotina e as muitas sonequinhas que o baby tira ao longo do dia. Mantemos um esquema de dormir, mamar e brincar, conhecido como E.A.S.Y. (método da Encantadora de Bebês, sua linda!).

Ao todo ele deve tirar cerca de 4, 5 sonecas por dia. Não regulo o tempo, deixo livre para ele dormir o quanto quiser. Assim, quando acorda está de bom humor e bem disposto.

Algumas leituras também me ajudaram a entender o processo de sono dos bebês. O grupo “Soluções para noites sem choro” é ótimo, com textos cheios de informações relevantes. Vale a pena dar uma olhada, pois a partir do momento que a gente compreende alguns fatores em relação ao sono dos pequenos é possível aplicar métodos que ajudam a transformar a hora de dormir em um momento de calma, não de caos.

Outro ponto importante é entender que cada criança possui o seu tempo. Alguns conseguem lidar melhor com o sono desde cedo, outros brigam eternamente na hora de dormir. Fundamental é a mãe respeitar os limites do filho e se ajustar com o jeitinho dele.

* O sorteio de comemoração dos 6 meses do blog ainda tá valendo. Participe AQUI!

Comentários Facebook

7 comments

  1. Oi Ananda, seu relato para mim é um alento… Isabella definitivamente se enquadra no grupo dos que brigam para dormir. Eu li os dois livros (encantadora e solucoes) e da mesma autora do “soluções” tenho também o das sonecas, muito bom. Li outros tantos… Tudo me ajudou a entender melhor o padrão do sono dos bebês, e a colocá-la em uma rotina desde o primeiro dia. Mas mesmo assim, Isabella acorda à noite, tira sonecas de 30 minutos por vez e aparentemente dormir não é mesmo a praia dela. Ainda não enlouqueci ao ponto de deixá-la chorando, mas estou fisicamente e mentalmente exaurida. Só quem tem um bebê que não dorme sabe como é… Enfim, estou tentando aceitar que mesmo fazendo o meu melhor, cuidando da rotina, tendo rituais de sono, ela não é mesmo fácil para dormir. Mas difícil isso, viu?

    Parabéns pelo Vítor, e que continue dormindo MUUUUUUUUUUUUUITO, sempre!!! Ps: tenha a certeza que os bons hábitos de sono que você estabeleceu o ajudaram a aprender a descansar e ter uma boa rotina!

    bj…
    (ah, respondendo o comentário lá no blog, aqui tb não tem lixeira no banheiro não…)

    View Comment
  2. Parabéns Ananda por essa conquista tão sonhada pela mamães, tão cedo! rsrsrsrs. O Pedro só começou a dormir a noite toda por volta dos 8 a 9 meses. Eu tbém me informei bastante e tentei colocar algumas coisas em prática do eu achava que erra melhor e que eu concordava. Mas em geral, Pedro é uma criança boa para dormir, de dia e de noite. Eu é que queria dormir mais, rsrsrsrs..

    Bjos

    View Comment
  3. Ai Ananda, não tem mesmo do que reclamar. Que benção! Meu Erik não consegue dormir tão tarde (acredite, já tentei), vai para a cama por volta das 9 (nisso eu não posso reclamar pq ele não dá trabalho, é banho, mamadeira e posso deixá-lo acordado no berço que ele cai no sono sozinho). Meia-noite ele precisa ser alimentado de novo, se não acorda. Depois acorda mais uma vez as 3 da manha, e depois as 6 tá acordado de vez. Mas olha, nem assim eu tô reclamando.
    Um beijo

    View Comment
  4. Ai Ananda, qdo as crianças acertam o horário do sono é mesmo um alento!!! Cecília dorme a noite toda desde os 5 meses e o Antonio desde os 9 meses.
    Parabéns pelo soninho do Vitor!!
    E tb não vejo a hora da festinha chegar!!! Tenho tantas fotos legais!!
    bjus

    View Comment
  5. Ananda, adorei esse post e as dicas dos livros. Olha, eu tô numa situação super complicada, porque João não dorme a noite inteira, acorda cerca de três vezes de madrugada pra mamar e sei que não é por fome, claro. Não sou adpeta de deixar a criança chorando (nem pensar!!!) e o meu próximo passo vai ser conversar com ele, explicar que não precisa mais ele mamar a noite, que o meu leite é pouco etc.etc. Nos idos de seus 1 ano e 9 meses, acho que ele vai entender. Preciso começar a fazer alguma coisa. A amamentação de madrugada não tem mais sentido algum e já estou até preparando um post para falar sobre isso….

    Obrigada querida!

    Bjos!

    View Comment
  6. Ananda, saudades daqui…
    Tô sumida devido a correria da volta ao trabalho e cuidar de um bebê pequeno, mas vamos dando um jeitinho.

    Sobre o post, por aqui ainda estamos tentando nos acertar, acredita? Dudu tem quase 6 meses, possui horário para dormir e acordar, mas o problema maior só as acordadas durante a noite que variam muito. No auge do absurdo ele acordou 6 vezes numa noite só, mas geralmente são duas vezes, o que acho muito. Torço, rezo e apelo para o dia que ele dormirá uma noite inteira…

    Vou seguir sua sugestão e ler o que o grupo escreve, quem sabe estou fazendo algo errado!

    Bjs enormes

    View Comment
  7. Oiii Ananda.

    Quando vejo posts assim eu enho até vergonha de comentar, mas nunca passei uma noite em xlaro com a Yasmin, desde o hospital ela dorme a noite toda, dorme até meia noit e só acorda as nove da manhã.
    Outra coisa que eu fico boba de ver é que ela dorme sozinha, é perceber os sinais de sono, dar chupeta, colocar no berço, dar a fraldinha na mão dela que já era, ela vira e dorme.

    Faz parte do grupinho de bebes que muitas vezes briga com o sono, mas meu segredo pra isso é cansa-la o dia todo, brincando, vendo tv, siando, qu ena hora de dormir ela desmaia.

    Mas parabéns por sua consquista, tem mãe q pwna com isso, e isso é uma vitória.

    Beijos e boa semana

    View Comment
  8. Pingback: 4 meses | projeto de mãe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *