Sucos, papinhas e dúvidas

Terça levei o Vítor no pediatra para a consulta de 4 meses. Peso OK. Crescimento OK. Desenvolvimento OK. Daí que o médico olha pra mim e diz: “Agora ele já pode começar a comer frutinhas e tomar suquinhos. Daqui 15 dias pode dar caldinho de feijão”. WHAT???

Sim, fiquei assustada. Eu já imaginava que ele iria liberar logo suco e papinha doce (o feijão nem imaginava que seria agora), porém penso que é muito cedo, não sinto que ele está pronto (a mãe dele pelo menos não está!).

Procurei na internet e li alguns artigos sobre a hora de introduzir alimentos. Confesso que não foi o suficiente para me convencer de que já devo começar. Inclusive achei interessante o que vi sobre esperar o bebê conseguir sentar bem para então oferecer as primeiras papinhas. Acredito que seja mais ou menos por aí (Vítor já senta, mas encostado no canto do sofá ou alguma almofada, a cabeça ainda não está 100% firme).

Uma coisa que mexe comigo é que em breve (daqui uns 20 dias no máximo) o Vítor vai começar a ir na escolinha. E não queria que ele começasse a comer lá (eles só introduzem alimentos quando a mãe autoriza, porém se eu não começar agora em casa o início da fase das papinhas vai acontecer na escola mesmo).

Não quero perder esse momento com o meu filho e ficar sabendo do que ele gosta ou não através de um bilhete da professora. Queria poder curtir cada careta, cada sorriso, cada risadinha.

Agora não sei o que faço. A única decisão que tomei é que vou começar (já comecei na verdade, no dia que ele fez 4 meses) a oferecer suquinho de laranja para o Vítor. Acho que vai ser bom, pois ele está tomando mais complemento do que antes e por isso fica meio trancadinho.

Sugestões? Comentários? Luz no fim do túnel?

E aqui algumas imagens do primeiro suco de laranja do Vítor:


(pai, deixa que eu sei segurar sozinho)


(eca, que coisa azeda é essa?)


(olha que bonito que eu sou, mãe)

Comentários Facebook

10 comments

  1. Oi querida,
    não entendo de babys, o meu ainda está na pança, mas acho que tu deve se sentir confortável com a idéia de dar as papinhas, mesmo se já pode. E tenho certeza que na escolinha não vão dar se tu não autorizar….
    Porque tu não espera mais um mês então, daí ele vai estar maiorzinho e tu já terá se acostumado com a idéia.
    Grande beijo

    View Comment
  2. Oi Amanda,
    acho que acima de tudo você deve confiar na pediatra que escolheu para o Vítor. Aqui as meninas começaram com as frutinhas por volta de 15 dias antes de eu voltar a trabalhar (tirei 5 meses), A pediatra delas liberou primeiro as frutas como mamão, banana, maçã e pêra. Não liberou o suco no início pois alegou que se a criança tomar o suco, dificulta pegar a frutinha raspadinha. Só depois que tivesse pegando a frutinha é que poderia liberar o suco. Eu segui a risca a orientação da pediatra pois confio nela. Eu trabalho perto de casa e poderia vir na hora do almoço amamentar. (São questões a serem avaliadas).
    Realmente é uma delícia dar os primeiros sabores para os nossos filhos, obersar as reações, estar perto nesse momento. As minhas não foram para a creche nessa época, então pude ser eu a apresentar os novos sabores. Quando elas foram para a creche, eu pedia o cardápio para poder acompanhar e combinar com o cardápio daqui de casa.
    MInha sugestão é: confie na sua pediatra. Obtenha com a creche os cardápios que eles estarão oferecendo para o Vítor e tente ver o que você pode oferecer quando ele estivier em casa e com você. Assim você pode antecipar e apresentar primeiro alguns sabores.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    View Comment
  3. leticia

    Ananda!! a medica da Júlia me disse a mesma coisa, porem eu amentava no peito e ela não iria para a creche,troque de pediatra e disse vou amamentar minha filha ate os seis meses, só depois passei a dar outra coisa e foi o que eu fiz. mas se ele tem que ir para a creche o melhor e tu começar a dar, pois é uma fase complicada… espero ter ajudado! bj

    View Comment
  4. Oi, Amanda!
    A minha Carolina está no mesmo pé que o seu Vítor. No começo a gente fica cheio de desconfianças, será que é muito cedo?? Na verdade a gente é que mais sofre pra começar a alimentação com papinha, mas se vc confia no pediatra, no fim dá tudo certo, se vc consultar outros ouvirá algumas orientações diferentes, o mais importante é vc se sentir segura com o que está fazendo e na escola dê a receita da sua sopinha para eles. A Carol tbm começa na escola semana que vem, mas a escola pediu para anexar na agenda dela a orientação que nosso pediatra deu para a sopinha.
    Boa sorte!!
    Raquel (rcassoli)

    View Comment
  5. Paula

    Que lindo, Nanda!!
    Quando contei pra mãe e pra vó (separadamente), as duas falaram que tem que fazer suco de laranja do céu! hehehe, #ficadica

    View Comment
  6. aaaah nanda é assim mesmo, eu fiquei tensa nos quatro meses quando tive que iniciar a papa de fruta, mas hoje nao me arrependo nadinha, o lucas ama, dá gosto de ver ele comendo, e é bem fofinho também 🙂

    Deus abençoe

    View Comment
  7. Oi Flor!!! Fica assustada não! Eles se adaptam rápido a nova alimentação. Com 3meses e meio o Antonio já estava no suquinho e na frutinha. E com 4 no caldinho de feijão. as vezes até com angú… forte eu tb achava, mas a médica disse que tudo bem. boa sorte na nova fase!!! bjus

    View Comment
  8. Querida, eu só vou iniciar as comidinhas com 6 meses. Os pediatras esquecem (ou fingem que não sabem) mas os bebês só estão aptos a comer depois que conseguem sentar, você está certíssima. E os primeiros seis meses de alimentação é apenas uma introdução. Um período em que os bebês vão conhecer o alimentos e criar certa intimidade com eles. Uma psicóloga especializada em alimentação desde o nascimento me disse ainda que o melhor é começar pelo salgado, assim eles não estranham. Se começar com as frutas, docinhas, pode haver confusão depois para a introdução dos salgados. Eu também pesquiso muito e acho importante. Os médicos são muito bitolados. hehehe

    Beijos!

    View Comment
  9. Pingback: Mais sobre papinhas | projeto de mãe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *