Furacão: a vida com um bebê tatu bolinha

Vítor nem começou a engatinhar e já virou um furacão. Ele se vira, rola e vai tentando do jeito que dá. Parece uma minhoca desengonçada, coisa linda de ver.

Hoje de manhã acordamos, dei leitinho para ele e troquei a fralda. Quando terminei o deixei no berço com alguns brinquedos e fui tentar escovar os dentes, pentear o cabelo e colocar a lente de contato.

Bobinha eu que achei que conseguiria. Aconteceu mais ou menos assim: mãe no banheiro, bebê chora, mãe vai lá e tira o pé do pequeno do meio das grades do berço, bebê joga o brinquedo no chão, cachorro pega o brinquedo, mãe lava o brinquedo, cachorro pega uma meia do bebê, mãe corre atrás do cachorro, bebê chora que trancou o pé de novo no berço, mãe coloca a pasta na escova, bebê senta e começa a escalar o berço, cachorro late,…

Enfim, levei cerca de 20 minutos para fazer algo que normalmente não ultrapassa 5 minutinhos. Uma verdadeira novela.

E agora eu me pergunto: a tendência é piorar, né? Ad infinitum?

Haja energia em 2012!

Comentários Facebook

4 comments

  1. Nem é querer te desanimar e táls. Mas hoje eu sinto saudades de quando a Beatriz só engatinhava e rolava. Porque olha, meu dia se resume em : “Beatriz, não faz assim com o gato! “, ” Bia, desce dai!”, ” Biaaa, para de jogar água no chão do banheiro”. ” Bia, o gato não…” ” Bia caramba vai matar o gato cacete pqp, o gato, sai sai sai!”.

    Então, boa sorte! rs

    Mas é muito gostoso, vale a pena! haha

    Beijos

    http://parabeatriz.blogspot.com

    View Comment
  2. Leticia

    Sim…..esse agito todo só piora, ou só aumenta!!!!Santa paciência devemos ter.Vc vai ver depois que ele falar…….”não quero isso”, “não me segura…”….. e por aí vai!

    View Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *