Estudo x Maternidade

Conciliar estudo e maternidade é um grande desafio. Sim, é possível, mas não sem ajuda e malabarismo.

Eu fui aprovada na seleção do mestrado quando engravidei da Clara. Recebi em uma semana a notícia de que tinha ganho a bolsa que tanto queria e na outra um positivo em um teste de farmácia. Foram duas grandes novidades que surgiram ao mesmo tempo e o negócio era dar um jeito.

A barriga e a pilha de livros para ler aumentavam na mesma proporção. Tentava direcionar os trabalhos e as leituras para os horários em que o Vítor estava dormindo. Além disso, no fim de semana contava com a minha mãe, que o levava para passear e me dava algumas horinhas de silência para estudar.

Grávida de seis meses participei de um evento e apresentei um trabalho em Santa Maria, cidade que fica a aproximadamente 3 horas da onde moro. Contei com a ajuda do meu avô, que assumiu a direção e me levou até a universidade, para que eu viajasse com mais conforto.

Fui nas aulas até duas semanas antes da Clara nascer e só parei pelo medo de entrar em trabalho de parto na estrada (a instituição onde faço o mestrado fica na cidade vizinha, 30 minutos de distância). Em casa, já de licença, corri contra o tempo para finalizar os artigos das disciplinas em andamento.

304786_276723355762094_125718009_n

Eu, Clara e Benjamin refletindo sobre narrativas

Quando a Clara nasceu, continuei ativa na universidade. Com 3 semanas, a pequena me acompanhou em uma palestra. Nos meses seguinte, foi comigo em uma defesa de dissertação, em reuniões do grupo de pesquisa e orientações.

DSC05113

Que palestra chata, mãe! Vou dormir

Minha ajudante na apresentação do grupo de pesquisa

Minha ajudante na apresentação do grupo de pesquisa

É difícil? Sim, sem dúvidas. Achar tempo para estudar entre uma mamada e outra, escrever projeto de dissertação com o Vítor batendo na porta e gritando mãe, ler com música infantil de fundo, tudo isso acontece… e muito! É complicado conseguir sentar e me concentrar exclusivamente no que preciso, mas enfim, para tudo a gente tem que dar um jeito.

Tenho a sorte de ter uma verdadeira equipe ao meu lado, que me incentiva e ajuda em tudo que é necessário. O Fábio, meus pais e meus avós ficam com as crianças, me dão força e motivam o tempo todo. Além deles, tenho que agradecer meus colegas e a equipe do mestrado, em especial minha orientadora Fabiana Piccinin (que, inclusive, tirou a foto da palestra e a imagem em sala de aula). Todos entendem a minha posição de mãe e a minha postura de criação com apego. Assim, possibilitam que eu siga em frente, sempre com meus filhos por perto.

Comentários Facebook

16 comments

  1. Paula

    Das coisas que a minha mãe (e eu tb, mas já to acostumada ao estilo Ananda Etges de ser) comenta a toda hora: “como é que a Nanda consegue fazer isso?!?!????” + cara de espanto.
    As fotos, especialmente a última, são demais!

    View Comment
  2. aline

    nossa vc e guerreira mesmo meus parabens….. era o que eu precisava ler por hoje, conversando pela manha com meu marido, disse que minha sogra me perguntou quando eu voltaria a estudar, ai respondi nao sei a camili ainda ma acho dificil. ai meu marido me disse queria tanto que vc voltasse a estudar……… sinto uma falta enorme de estudar de sonhar, seu texto me deu uma super animada de que e possivel sim. minha bebe vai completar 2 meses, engravidei dela estudando enfermagem foi uma surpresa, sou grata a deus pela vida dela, alem de minha bebe tenho outro bebezao de 3 anos que esse sim alem de lindo e super danadinho hahahah tenho medo de voltar a estudar e nao me dedicar tanto ao estudos quando deveria….. bjos

    View Comment
  3. Amanda Pauline

    Legal!! Eu mesma estou estudando (tentando pelo menos) para um concurso que prestarei nos próximos dias, ao som de xuxa, e entre os livros de pintar da minha filha rsrs

    View Comment
  4. Tenho uma prima que, assim como você, é um exemplo!
    Ela está se formando em direito no meio deste ano, em 5 anos de faculdade, ele teve 3 filhos. A menorzinha está com 4 meses, uma fofa!

    Parabéns pra vcs que mesmo com tanta responsabilidade, conseguem seguir sem desistir!

    View Comment
    • nandaetges

      Muito obrigada! Acho que todas podemos tentar (seja estudar, buscar um sonho, etc.). Os filhos não podem ser barreiras, mas sim, degraus! Beijos!

      View Comment
  5. Ananda, olha eu tenho que te dar os parabéns pela disciplina, viu? Eu adoro estudar, mais que tudo nessa vida, mas não consigo fazer nem curso à distância (já tentei, viu?) junto com a maternidade de um só (quem dirá dois). Essa é uma das coisas pelas quais eu vou esperar ele (ou eles) estarem na escola para voltar a fazer.
    x

    View Comment
  6. Layana

    Eu tive a minha 2 no último terço do curso de letras, mas como ela nasceu em janeiro eu preferi trancar um semestre. Depois voltei com força e hoje tb estou no mestrado e ela com 3,5. A ajuda conta muito, como eu dependo q ela fique em escola pra eu ir à universidade sempre preferi fazerdevagar e sempre.parabéns pela criação com toda proximidade, é bom demais!

    View Comment
  7. Pingback: Estudo e Maternidade: dá pra conciliar? | EiMamãe

  8. Pingback: Maternidade e mestrado: enfim, mestre | Projeto de Mãe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *