Amamentação e volta ao trabalho: por que as mulheres fraquejam?

Faz uma semana que comecei a sair algumas manhãs para trabalhar e estudar. Uma semana de ordenha diária e de milhões de pensamentos negativos. Já teve choro, revolta, vontade de desistir. Mas enfim, a adaptação inicial serviu para eu perceber duas coisas: primeiro, que apesar de tudo, eu não quero desistir, e segundo, para eu entender como é fácil fraquejar (e porque muitas mulheres param de amamentar quando voltam ao trabalho).

Tirar leite exige paciência, tempo, entrega, vontade, disciplina. Não é só encaixar a bomba elétrica no peito e apertar o botão on. Talvez para alguém possa ser assim, mas para mim não está sendo. É difícil, cansativo, estressante. No caso de bomba manual ou ordenha manual… nem imagino.

O resultado: uma bola de neve. Eu começo a tirar e está tudo bem. O fluxo vai baixando e fico nervosa. Daí não vem mais nada. Fico estressada. Zero leite.

No meio disso, existem as opções, as alternativas. O leite em pó tá ali, na prateleira de qualquer mercado ou farmácia. Os comentários alheios também estão em todos os lugares.

Enfim, é fácil fraquejar por todo um contexto cultural e social. Por empresas que não disponibilizam local para ordenha ou intervalo para a mãe amamentar. Por uma rotina louca que não te permite parar 30 minutos para ficar em paz e tirar leite. Pela mídia que bombardeia informações equivocadas sobre industrializados para crianças. Por médicos que não levantam a bandeira da amamentação.

Agora, eu entendo e sinto na pele toda a pressão. O negócio é usar a força que tenta me empurrar para desistir em outro sentido, no sentido da persistência. Difícil? Sem dúvidas. Mas vamos lá, uma gota de leite por vez.

Comentários Facebook

13 comments

  1. Lenara

    Fácil falar pra quem está de fora… mas não desista!!! Podes ter CERTEZA que essa sua dedicação fará somente o bem para o seu pequeno! Parabéns pela sua força super-mamãe!!! Bjão!

    View Comment
  2. cristiani

    Muito difícil,pois se estamos em casa e o leite diminui já ficamos mau,mas pior ainda é tentar não deixar nossos pequenos em casa sem esse precioso liquido,que muitos ainda acham bobagem,e ficar imaginando se vai chegar a quantidade ou não!
    Mas como nós mães somos persistentes e temos um amor sem fim, nunca desistimos e tenho certeza que você também irá conseguir!

    View Comment
    • nandaetges

      É difícil, mas uma questão de ajustes e tudo pode ficar mais simples. Depende também de como a gente encara tudo. Beijos e boa sorte!

      View Comment
  3. Querida, nao desista! Estou aqui ordenhando todo-santo-dia há mais de um ano! Ordenho pra manter a produçao, ordenho pq Lucas ainda gosta de tomar um leitinho de tarde (e eu me recuso a mandar LA pra ele). Dá trabalho, é complicado e eu penso em desistir diversas vezes (e sim, o leite dá uma bela duma secada sempre que eu penso nisso). Mas eu nao desisto. Somos maes e podemos tudo!

    tamo junta!

    beijao

    View Comment
  4. Ai, que emocionante….

    Amamentei tão pouco e cedi tão facilmente…. por pura ignorância (de ignorar mesmo). Penso que na segunda vez eu vou fazer tudo tão diferente e me vejo no seu lugar: voltando a trabalhar e lutando contra tudo e todos para manter a amamentação.

    Espero que vc consiga! A Carol disse certo: mães podem tudo!!!!

    Boa sorte, do fundo do peito.

    View Comment
    • nandaetges

      Aqui na primeira vez também foi assim. Amamentei por pouco tempo e o que mais faltou foi informação (e não leite, veja que ironia!).
      Muito obrigada pelo carinho e pelas palavras de incentivo! Elas fazem muita diferença em um momento assim, “remando contra a maré”. Beijos!

      View Comment
  5. Seu bebê é um privilegiado de ter uma mãe tão guerreira e persistente. Com certeza não é fácil também passei por esse processo, foi difícil, mas hoje levanto a bandeira a favor da amamentação e do direito do bebê a ser amamentado. Forças, você é capaz e o seu bebê merece receber o melhor alimento.

    View Comment
  6. Fabiola

    Dica de quem ordenhou até os 11 meses do bb: foto fofa do bb, fraldinha bem cheirosinha do bb, vídeo do bb lindo… tudo que vc puder para te “levar mais perto do bb” na hora da ordenha… aqui funcionava até para sair do clima do trabalho pelos minutinhos da ordenha… mas as vezes era punk e eu atendia o fone ou digitava ao mesmo tempo que ordenhava… mas… determinação é tudo!

    View Comment
  7. Pingback: Os 3 P’s: paciência, persistência e prática | projeto de mãe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *