Os temidos 9 meses: ansiedade de separação

Os 9 meses representam um grande marco cognitivo na vida dos bebês. O momento é caracterizado pelo entendimento do seu corpo como algo diferente da mãe. Como resultado, as crianças podem ficar mais sensíveis, choronas e exigirem mais atenção dos pais. Entenda sobre as mudanças que ocorrem na fase e como lidar com a ansiedade de separação.

Quem nos fala mais sobre o assunto é a psicóloga convidada Maria Cecília Schettino, graduada pela PUC-Rio. Além de psicoterapeuta de crianças e adultos em consultório particular, é psicóloga perinatal, especialidade voltada para o universo materno-infantil. Autora do Maternidade no Divã, blog sobre psicologia, maternidade e desenvolvimento infantil.

– Em muitos grupos de mães que participo o assunto é recorrente. Com frequência surgem desabafos perguntando o que aconteceu com o bebê que era tão tranquilo e mudou repentinamente o comportamento, ficando sensível e exigindo mais atenção dos pais. As histórias podem variar um pouco, mas têm em comum uma coisa fundamental: a idade da criança, os tais 9 meses. O que acontece com as crianças por volta dos 9 meses? Por que o período é conhecido como de ansiedade de separação?

Quando o bebê nasce ele não sabe diferenciar o eu do não-eu. Isso quer dizer que nos primeiros meses de sua vida ele sente a mãe (ou cuidador) como extensão de seu próprio corpo. Conforme ele vai se desenvolvendo, começa a tomar posse de seu próprio corpo e a perceber a mãe como um ser diferente de si mesmo. Essa descoberta geralmente se dá entre os 6 e 9 meses, e pode trazer muito medo e angústia pra criança. A mãe serve como base segura para esse bebê, é aquela que traz o sentimento de segurança e alívio para as ansiedades infantis. É natural que um bebê indefeso fique chateado por ter sido separado da pessoa que protege e cuida dele. A ansiedade de separação é uma etapa normal do desenvolvimento emocional infantil, quando o bebê perceber que existe e é independente de você.

Este é um enorme salto cognitivo, digno de comemoração! Mas você deve estar preparada para seu bebê ficar um pouco ansioso com sua nova compreensão sobre separação. Ele se tornou tão ligado a você que quando você deixá-lo sozinho, mesmo que por um minuto, ele chorará. Ele ainda não sabe que você sempre vai voltar!

Tenha a certeza de que é normal o seu bebê se sentir assim, e essa ansiedade tem seu aspecto positivo – é um sinal de que ele está fortemente ligado a você, e isso é maravilhoso para seu desenvolvimento psicoafetivo!

DSC_0087

Clara com 9 meses: volta aqui, mamãe!

– A Clara com aproximadamente 9 meses mudou o padrão de sono e passou a acordar mais vezes durante a madrugada. Isso pode ter sido um reflexo da ansiedade de separação? O que mais pode definir o período?

Sim! Mudança no padrão de sono é um dos sinais dessa fase. O medo de estar separado de você durante a noite é muito real para ele, então o ideal é que você faça o seu melhor para manter as horas anteriores ao sono da noite o mais afetuosas e pacíficas possível. Passar um tempo dando carinho antes de dormir, lendo juntos, se aconchegando… é maravilhoso!

– E como as mães devem lidar com o momento? Eu recordo que pra mim foi muito difícil e cansativo, por todas as outras demandas como casa e trabalho que sempre tive que dar conta, além dos filhos.

Realmente é cansativo pois o bebê demanda muita atenção e afeto nessa fase. Mas o ideal é minimizar separações, tanto quanto possível, e ficar com seu bebê perto, se ele parece sentir-se ansioso. Outro ponto importante é se você tem que se separar de seu bebê – por exemplo, para voltar ao trabalho – tentar deixá-lo com as pessoas que ele já conhece, como seu pai, avó ou tia. Seu bebê ainda pode protestar, reclamar e sentir, mas ele se ajusta mais facilmente a sua ausência quando cercado de pessoas conhecidas. Se a sua opção será deixá-lo com uma babá, permita que ele conheça esse novo cuidador enquanto você ainda estiver por perto.

Começar a separação dentro de casa é uma ótima maneira para reduzir a ansiedade quando você realmente tiver que sair. Diga ao seu bebê que você está saindo do quarto, onde você está indo, e que você vai voltar. Assim, o seu filho vai aprender que tudo vai ficar bem quando você vai embora por um minuto ou dois – e que você sempre vai voltar! Prolongar a partida dá a criança a ideia de que há algo a temer.

Uma coisa que devemos prestar atenção é em sempre dizer adeus. Beije, abrace seu bebê quando você sair e diga a ele onde você está indo e quando você estará de volta. Resista ao impulso de fugir pela porta dos fundos! Seu bebê ficará mais chateado se achar que você simplesmente desapareceu.

– Pela nossa experiência, o período da ansiedade de separação durou aproximadamente 3 ou 4 semanas. É assim mesmo ou pode durar mais tempo?

Os bebês podem apresentar sinais de ansiedade de separação já aos 6 ou 7 meses, mas o pico da crise para a maioria dos bebês é entre 9 e 18 meses. Essa fase é superada geralmente aos 2 anos. Uma vez iniciada, essa ansiedade pode durar várias semanas, ou mesmo alguns meses, até que seu filho perceba que você não está, de fato, abandonando-o – você vai voltar!

Obs.: Todo o conteúdo da entrevista, incluindo informações relacionadas à saúde, é apenas para fins informativos e não deve ser considerado um diagnóstico específico ou plano de tratamento para qualquer situação. Procure sempre o aconselhamento individual de um profissional em relação a quaisquer dúvidas ou questões que você possa ter em relação a sua própria saúde ou a de outras pessoas.

Comentários Facebook

17 comments

  1. Fabíola

    Ola! Sou mãe de um bebe de 9 meses,e optei por não voltar ao trabalho por enquanto! O Gabriel esta nessa fase, que esta sendo horrível tanto pra mim quanto pra ele, no inicio achei que fosse birra , deixei chorando 5 dias,pois achei que assim ele entenderia q eu não ia ceder as birras, mas percebi que não eram apenas birras, de nada adiantou e ele ficou pior ! estou desesperada, me sinto incapaz,não consigo dominar a situação! Encontrei essa matéria de vocês por acaso, ela me esclareceu muito, mas ainda temo que essa fase não acabe nunca, pois tenho um afilhado de 3 anos e meios que até hoje tem essa dependência da mãe! Gostaria de saber ,qual a conduta exata para que realmente seja “apenas uma fase” … Desde já agradeço muito pela assistência !

    View Comment
    • Ananda Etges
      Author

      Oi Fabíola!
      A gente tem que ter paciência mesmo. É complicado, eu sei bem. Mas não tem muita regra isso do tempo. O negócio é esperar, com carinho e atenção. Boa sorte e que as coisas melhorem logo por aí!

      View Comment
  2. Barbara

    Oi, gostei da materia, meu bebe tem 10 meses e esta assim. Optei por nao voltar a trabalhar, e tenho tentado dar conta das coisas. O que fica de duvida pra mim, é que mesmo ele me vendo, e eu falando com ele, ele ainda fica chorao. Se eu colocar ele no chiqueirinho é choro e mais choro. Fico em duvida se isso ainda é ansiedade ou birra pra ficar solto pela casa. Eu acho que é birra, mas ele chora por horas se deixar.. Fico em duvida

    View Comment
    • Ananda Etges
      Author

      Oi Barbara! Acho que é bem a ansiedade do período, pela tua descrição. Com calma e paciência tudo se ajeita 😉 Beijos!

      View Comment
  3. Meu bb tem 9 meses o nicollas esta muito diferente.
    Ele brinca um pouco no chao e logo quer colo . Se eu estou fazendo alguma coisa e nego o colo ele faz crise de choro e quando eu pego ele quer o chao se colovo ele nao chao ele quer colo e fica mais de 30 minutos chorando oque eu fasso?

    View Comment
  4. Juliana, provavelmente ele está passando por essa crise dos 9 meses. Muita atenção e paciência! Por mais difícil que seja, logo passa e com segurança ele vai se sentir melhor! Abraço e boa sorte 😉

    View Comment
  5. ola sou tia de uma bebe de 1 e 9 meses, os pais são separados e desde que ela foi para a escolinha ela fica sempre com febre e tosse, gostaria de saber se pode ser sidreme de abadono… antes de ela passava o dia com os avos e desde que ela deixou de ir para casa dos avos ela esta sempre doente.

    View Comment
  6. Lilian rosa

    Meu bebê tem 9 meses,sempre dormiu bem a noite!
    Faz 2 semanas que ele esta chorão a noite, quando dormi acorda chorando berrano,estou brigada com o pai nao durmo com o pai, estou dormindo na quarto do bebê, ele fica agitado do mesmo jeito,deixo chorando as vezes no berço ele acaba adormecendo, mais acaba acordando e chorando novamente,sera que tem alguma coisa a ver,sera que ele senti minha angustia por isso está assim!

    View Comment
    • Ananda Etges
      Author

      Acredito que pode ter relação sim. Os bebês são muitos sensíveis e acabam absorvendo a nossa energia também. Espero que as coisas já estejam melhores por aí! Beijos!

      View Comment
  7. Ana Carolina

    Ola, minha filha tem 8 meses e esta muito chorona e insatisfeita como se nada estivesse bom. Esta se alimentando mal nos ultimos dias e não tem deixado eu fazer nada, nem comer… Me sinto exausta e desesperada com medo que essa fase não passe ou piore.
    Ela acorda aos berros na madrugada varias vezes e percebi ela agressiva batendo, se jogando para trás.
    Sera que esta nessa crise?! O que faço?
    Pensei até que fosse birra e deixei ela chorar mas percebi que não resolveu 😓 me ajude por favor! Obrigada

    View Comment
    • Ananda Etges
      Author

      Oi Ana, pela sua descrição parece a ansiedade de separação sim. Eu te diria para dar uma atenção especial para ela, reforçando a rotina e investindo em momentos de dedicação extra com ela, para brincar, dar colo, etc. Em algumas semanas deve melhorar!

      Abraço e força aí!

      View Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *