Famílias Empreendedoras: Onça Pintada

AnandaEtges_FamiliasEmpreendedoras_LIBERA entrevistada desta semana da série Famílias Empreendedoras mora na mesma cidade que eu: Venâncio Aires/RS. A Carin Kochhann é mãe da Teodora, de 1 ano. Ela largou o emprego fixo no comércio para investir no próprio negócio e poder ficar mais tempo com a filha.

Agora, é dona da Onça Pintada Brinquedos, que aluga brinquedos para festas e eventos. Já falei mais sobre o serviço da Carin aqui e realmente vale a pena conhecer, pois todo atendimento é impecável, além dos brinquedos serem novos, limpos e muito divertidos.

– A decisão de largar um emprego fixo para empreender não é tão simples. Lembro quando pedi demissão no fim da licença da Clara para reduzir a minha carga horária de trabalho. Foi algo extremamente ponderado e pensado. Como foi pra você ter a iniciativa?

Tudo começou no período da licença maternidade, quando descobri o tamanho do amor que sinto pela minha filha e o quanto são importantes os momentos com a família, uma vez que, no comércio, você precisa dedicar muito tempo para o trabalho, de segunda a sábado.

– Qual foi a principal motivação para se “aventurar” em um novo ramo?

Após decidir que não voltaria para o emprego que tinha antes, comecei com meu marido a procurar novas oportunidades. A ideia desde o início era empreender em algum negócio próprio, motivada pela vontade de ficar mais tempo com a minha filha.

– E como surgiu a ideia de trabalhar com aluguel de brinquedos? Teve alguma pesquisa prévia de mercado?

Decidi buscar alguma coisa voltada para o público infantil, então a ideia dos brinquedos surgiu pesquisando na internet modelos de negócios. O site do Sebrae, por exemplo, é uma ótima ferramenta. Com certeza a pesquisa foi grande. É muito importante antes de qualquer coisa enxergar o mercado, conversar com empresas do ramo e buscar um diferencial para conquistar seu espaço. No meu caso, conversei com empresas de outras cidades e com vários fornecedores que me ajudaram bastante.

– Passado mais de um ano da mudança, como você se sente? Valeu a pena o investimento?

Não só pelo viés financeiro, mas principalmente pela qualidade de vida e realização. Eu me sinto realizada por saber que deu certo. Depois de 12 anos no mesmo emprego isso é muito satisfatório. Sem contar que passo a semana em casa com a minha filha, uma vez que a maioria dos eventos são fechados por telefone, email ou redes sociais.

– A empresa de vocês é realmente familiar, pela participação do seu marido e, inclusive, da Teodora, que acompanha a mãe e o pai de vez em quando nas atividades. Como vocês se organizam durante a semana e, especialmente, no fim de semana, quando precisam montar e desmontar os brinquedos?

Sim, meu marido me apoiou desde o início. A parte comercial fica comigo e a logística com ele. Hoje, a empresa conta com uma equipe especializada que atua desde a montagem, desmontagem, transporte e monitoramento das crianças nos brinquedos durante os eventos. Normalmente, montamos os brinquedos no período da manhã, até para que aqueles que fazem sua festinha em casa possam aproveitar bastante, e recolhemos após o final da festa. Com isso, ainda consigo aproveitar o sábado e o domingo com a minha família.

CRF_1873

Comentários Facebook

0 comments

  1. Pingback: Piquenique com as crianças no jardim | Projeto de Mãe

  2. Pingback: Loja Projeto de Mãe: um espaço para famílias empreendedoras | Projeto de Mãe

  3. Pingback: Festa de heróis para comemorar os 5 anos do Vítor | Projeto de Mãe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *