Era uma vez a nossa história… parte 4 (final)

No capítulo anterior…

O Fábio tinha chegado em Londres em 2009, mas ainda não conhecia muito a cidade. Assim, aproveitamos a fase inicial do namoro para explorar mil lugares. E aos poucos, seduzidos pela atmosfera da viagem e um pelo outro… foram surgindo planos. Uma vontade cada vez maior de ficar junto e fazer com que aquela história não terminasse com a data final do intercâmbio. No meio disso também começaram conversas sobre formar uma família. Papo vai, papo vem… em agosto, em uma tarde amena de sol, chegou o positivo. Desejado, mas antes do esperado. Um misto de sentimentos e um coração explodindo de emoção.

***

Depois da notícia da gravidez, veio o drama de contar para os nossos pais (na verdade mais drama a parte de contar para os meus).

Era algo um tanto inusitado. Eu estava em Londres, namorando um cara que a minha família não fazia ideia de quem era e, de forma repentina, iria anunciar uma gravidez. Muita informação de uma vez só.

Mas enfim, após um primeiro ultrassom para verificar se estava tudo bem com o baby, juntei toda coragem possível e escrevi um email. Sim, eu contei por email, pois só de pensar em falar, fosse por telefone ou Skype, minha voz sumia. Mandei a mensagem com uma história, de forma toda poética, e fiquei roendo as unhas, aguardando algum sinal de fumaça.

Diz a lenda que meu pai quase teve um infarto quando recebeu a notícia. No entanto, com o tempo todos nos acostumamos com a ideia e passamos a viver juntos a expectativa do nascimento do bebê que estava a caminho.

***

Eu e o Fábio começamos a planejar o que fazer e tomamos uma decisão importante e que definiu muito do que acontece até hoje nas nossas vidas: optamos por voltar para o Brasil, mais precisamente para Venâncio, minha cidade natal. Acreditamos que ter o nosso filho perto da minha família seria a melhor alternativa naquele momento.

Assim, marcamos a volta para o Brasil para outubro, depois de uma viagem já planejada por quatro países: Portugal, Espanha, Itália e Holanda.

***

Viajamos quando eu estava grávida de 2 – 3 meses. Ainda estava na fase inicial e sentia muito sono, além de estar extremamente enjoada.

lisboa

Eu e o Fábio andando de bondinho, em Lisboa

Por sorte, eu me senti bem e disposta durante a viagem. Pegamos leve nas caminhadas e nada de ousadias culinárias, com cardápios muito temperados e diferentes.

No entanto, tivemos alguns imprevistos que estragaram um pouco o clima do mochilão. Fomos furtados em Madri, nosso segundo destino, e levaram o dinheiro que tínhamos para todos os dias na estrada. Aconteceu quando íamos de metrô do aeroporto para o hostel.

Foi uma merda, pois além do dinheiro, levaram alguns documentos do Fábio. Tivemos que correr em banco, delegacia e encarar todas essas chatices. Isso longe de casa, num país com língua estranha (eu e o Fábio não falamos espanhol e não era em todo lugar que as pessoas consideravam o inglês).

Mas enfim, resolvemos tudo e conseguimos curtir um pouco de Madri, antes de seguir para Roma e Amsterdã para finalizar a rota.

italia1

Em Roma

italia2

Com a Paula, amiga querida e madrinha do Vítor

***

Depois da viagem final, chegou a hora de arrumar as malas para voltar para o Brasil. Muita ansiedade com o novo momento que iria começar nas nossas vidas. Não era só o fato de ter um bebê a caminho. Era a situação de iniciar uma vida a dois para valer, num lugar totalmente estranho para o Fábio. Era o meu ninho, mas uma cidade cheia de desafios e novidades para ele.

A fase de adaptação foi bem complicada e muitas vezes me pego pensando se ela realmente passou. Ainda não sentimos, como família, que pertencemos ao Rio Grande do Sul. Parece que falta algo. Parece que nosso coração ficou na Inglaterra, nos chamando para voltar. Quem sabe lá a nossa história se completa outra vez…

***

Mas enfim, espero que tenham gostado de conhecer mais sobre como nos conhecemos e como começou a nossa história. Pra mim foi maravilhoso voltar no tempo e mergulhar em tantas lembranças boas (:

Leia a parte 1 AQUI
Leia a parte 2 AQUI
Leia a parte 3 AQUI

Comentários Facebook

10 comments

  1. Paula

    Nunca vou esquecer que, quando estávamos no avião indo pra Londres, tu me disse que alguém tinha te dito que nunca mais seríamos as mesmas, sempre teríamos aquela saudade. E como isso é verdade! Nesses últimos dias, principalmente, chega a doer o coração de lembrar. E é só com vocês que consigo compartilhar isso. Só falando com vocês que dá uma melhoradinha… Não tem nada que eu espero mais no futuro do que estar com vocês quatro (ou quantos vocês já sejam) num parque curtindo um solzinho londrino!

    View Comment
  2. Pingback: Era uma vez a nossa história... parte 1 | Projeto de Mãe

  3. Pingback: Era uma vez a nossa história... parte 2 | Projeto de Mãe

  4. Pingback: Sobre a vontade de ir e a decisão por ficar | Projeto de Mãe

  5. Pingback: Era uma vez a nossa história... parte 3 | Projeto de Mãe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *