O conto da criança que não dormia a noite toda

Era uma vez uma criança que não gostava de dormir. Desde muito pequena, ela relutava. Quer dizer, ela dormia. Mas nunca direto. Acordava mil vezes e dependia de condições peculiares para pegar no sono. Gostava do aconchego do colo da mamãe e do peito, mas mesmo assim não embalava mais de duas ou três horas.

Confirme a criança crescia, aumentava a ansiedade da mãe. Aquele tão esperado dia, ou melhor, noite… nunca chegava.

Em determinado ponto, já conformada que nunca mais na vida teria uma noite completa de sono, chegava a brincar com o pai: “Será que vai ser hoje? Vamos apostar?”.

Acontece que a pequena menina ganhava toda e qualquer aposta. Ela simplesmente não queria ceder e seguia no seu ritual: dorme, acorda, dorme, acorda, ad aeternum.

Até que chegou A noite. A incrível e fabulosa noite que ela dormiu O-I-T-O horas seguidas. Sem um resmungo. Sem um piu.

Foi um momento inacreditável para toda família. A mãe chegou a acordar no meio da fatídica madrugada estranhando o silêncio. Foi pé por pé até o quarto, incrédula, verificar se estava tudo bem. Para sua surpresa… sim, estava tudo certo. A criança dormia. Simples assim.

Na noite seguinte, convencida do seu sucesso e de que teria a tão sonhada liberdade noturna de volta, a mãe fez tudo exatamente igual. O mesmo jantar, o ritual do sono nos mínimos detalhes. Cantou as mesmas músicas, procurou falar até boa noite no mesmo tom de voz.

A pequena adormeceu e a mãe já foi para a sala, comemorando previamente a vitória. Pensava em todos os filmes que assistiria. Nos sonhos que teria. No conforto da própria cama.

***

Menos de 10 minutos depois… o primeiro choro. E o segundo. E o terceiro.

A criança acordou sete vezes durante a madrugada e mostrou quem manda.

O feito da noite inteira não mais se repetiu.

Fim.

clara

Comentários Facebook

8 comments

  1. De

    Bah, cedo demais pra comemorar! Mas pensa, se ela já dormiu uma noite, quer dizer que é perfeitamente possível. Só precisa quem sabe de um ajuste ou outro, será?
    Vamos pensar que sim. Hehehe.
    Beijos!

    View Comment
  2. Pingback: Aprendizagem de sono: como ensinar o seu filho a dormir | Projeto de Mãe

  3. Pingback: Sono: socorro! Meu filho não dorme! | Projeto de Mãe

  4. Pingback: Cama nova e a despedida do berço | Projeto de Mãe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *