Desfralde e ansiedade alheia: deixem a criança ser criança

Se você é mãe e tem filhos entre 2 e 4 anos provavelmente já ouviu algumas vezes: ainda usa fralda? Quando vai tirar? Já tá grande, tem que usar calcinha/cueca.

Aqui, com dois pequenos na faixa etária de 2 e 3 anos, as perguntas tem sido muuuuito frequentes. Tanto que já enchi o saco e nem escuto mais. Adotei a máxima: sorria e balance a cabeça.

***

Vítor vai fazer 4 anos na próxima semana e tiramos a fralda diurna com 2 anos e meio. O processo todo foi mega tranquilo. Em 2 dias ele já estava seguro e os escapes foram poucos. Acredito que o fundamental foi observar e aguardar ele dar sinais claros de que era hora. Ele já falava bem, avisava alguns vezes quando precisava ir ao banheiro e se incomodava com a fralda.

O desfralde noturno ainda não aconteceu. Fizemos uma tentativa logo após o diurno, mas não deu certo e deixamos para lá. O Vítor ainda faz bastante xixi na fralda da noite e agora que tá esfriando o clima não é muito favorável para o desfralde. Além disso, desde que a Clara nasceu nossas noites são um caos. Assim, a ideia de ter um motivo a mais para acordar mil vezes não me seduz.

***

Clara está com 2 anos e meio e o objetivo era desfraldar no verão. Projeto fail e voltamos atrás. Depois de algum tempo, a pequena começou a dar novos sinais, como pedir para ir ao banheiro mesmo de fralda. Então, na semana passada, recomeçamos.

O processo está lento, mas com evoluções diárias. Estou tranquila e já tinha tirado isso da cabeça. Se não rolasse agora, esperaria quanto tempo fosse necessário. Contudo, como partiu dela uma certa iniciativa, decidi incentivar e tentar mais uma vez.

***

Como as pessoas têm pressa pela gente e pelos nossos filhos, né? Seja na família, na escola ou na rua mesmo, em conversas casuais.

Qual vai ser a diferença se a criança desfraldar com 2 ou com 3 anos? Vai constar no currículo dela, como mérito, ter ficado sem fraldas antes que um concorrente em uma vaga de emprego?

Na minha opinião, não é o QUANDO que vai influenciar, mas sim o COMO. Um desfralde repleto de ansiedade e fora da hora pode causar problemas físicos ou psicológicos na criança (como enurese noturna, constipação, insegurança, etc).

Que mania que nós, adultos, temos de apressar as coisas. Vamos deixar a criança ser criança e se desenvolver no próprio tempo. Vamos tirar o pé do acelerador, aproveitando cada fase na sua plenitude. Claro que estou louca para deixar de gastar com fraldas, no entanto desfralde e ansiedade não combinam. Ainda mais se for ansiedade alheia. Daí, não é nenhum pouco bem-vinda.

Na próxima vez que alguém perguntar “ainda usa fralda?”, lembre-se: sorria e balance a cabeça. Ou, então, faça como a Clara:

ProjetoDeMae_Foto_53

Comentários Facebook

6 comments

  1. tami

    Otávio desfraldou diurno e noturno tudo no mesmo dia com 3 anos e 8 meses! Um dia eu e o pai nos olhamos ao ouvir uma descarga… era ele, havia tirado a fralda e feito cocô!!!!
    Nada como a hora certa, a hora DELES! beijos

    View Comment
  2. Ananda, aqui o desfralde aconteceu tarde, Erik tinha 3 anos e 3 meses (mas foi de uma vez só e só tivemos um ou dois acidentes noturnos desde então, sempre quando ele estava doente). Também senti a pressão e olhares alheios. Mas ele tem sua hora, né? O jeito é ter paciência e esperar. Um beijo pra vocês.

    View Comment
  3. Pingback: Evoluções no desfralde | Projeto de Mãe

  4. daisy

    Aqui o desfralde diurno foi com 2 anos e 3meses E o noturno tem um mes. Ele st com 3 anos e 4 meses. Porém estou com um problema, ele só aceita fazer coco na fralda. Pede para colocar. Já tentei penico, redutor, histórias, recompensa e até tirar coisas que gosta mas nada adiantou até agora.

    View Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *