2015 menos 15: ainda dá para recomeçar?

Meu projeto 2015 menos 15 virou lenda, né? Eu volto, cheia de gás, passam algumas semanas e pronto: tudo fica estagnado de novo. Geralmente nos primeiros dias já consigo perder 1 ou 2 quilos e isso dá uma motivação. No entanto, não consigo manter o ritmo e qualquer adversidade que aparece me tira o foco.

***

Tenho um histórico tenso com emagrecimento. Desde que eu me entendo por gente eu me acho gorda. Gorda do tipo vergonha alheia. E sabe… se eu dou uma garimpada em fotos antigas percebo que sempre tive uma visão distorcida do meu corpo. Eu era uma garota normal. Com uma pancinha, mas muito longe de ser gorda.

Acontece que tal visão de mim mesma fez com que eu ficasse extremamente neurótica com meu corpo. Nunca estava confortável com roupa alguma, usava casaco em dias quentes porque não me sentia bem só com uma blusinha, evitava ao máximo usar biquíni.

Além disso, tentei tudo que é tipo de dieta (da sopa, da lua, dos pontos, etc) e atividade física. Tive acompanhamento com nutricionista, busquei apoio para uma reeducação alimentar. Tomei remédios, me entupi de laxantes. Forçava vômito, tive uma bulimia.

Nada, nada disso fez eu me sentir melhor. Por mais que eu conseguisse emagrecer, nunca era suficiente. E, como minhas escolhas normalmente eram radicais demais ou muito erradas… eu voltava a engordar. Pior, ganhava mais peso do que tinha perdido.

E é assim desde meus 10 ou 11 anos. Ciclos que oscilam entre angústia, fundo do poço e foda-se.

***

Depois que me tornei mãe consegui superar um pouco a minha neura. Ou, melhor, conseguir deixar de lado. Aceitei as mudanças que aconteceram com o meu corpo e fui levando, deixando para depois.

Na verdade, o que mais me incomoda atualmente não são as estrias, não é a celulite. Não dou a menor bola pra isso. O que me perturba mesmo é a flacidez da barriga e os quilos a mais, que não foram embora depois que a Clara nasceu.

Além disso, o sedentarismo é uma preocupação, pensando na minha saúde, de modo geral. Por isso, eu quero tentar de novo. Preciso me dar uma chance para recomeçar. Quero retomar o projeto 2015 menos 15, para correr atrás do tempo perdido e encerrar o ano de bem comigo.

No entanto, meu foco é em uma vida saudável, não no emagrecimento a qualquer custo, como por muito tempo tentei.

Inclusive, acho que nunca cheguei a comentar aqui, mas eu tenho um problema de coagulação. No acompanhamento com a hematologista ela sempre é incisiva que preciso perder peso e me manter ativa para evitar complicações. Um motivo a mais para me preocupar com o meu peso atual.

Como atitudes práticas, estou investindo na atividade física e na qualidade da alimentação. Eu me matriculei em uma academia e estou fazendo acompanhamento com personal. Para completar, sigo no Muay Thai.

Vamos lá, vamos ver como será. Estou confiante e com muita vontade de fazer dar certo desta vez. Eu não posso mais viver me sabotando. Chegou a hora de acertar as contas com a Ananda do passado e mostrar que ela consegue e do jeito certo. Bora!

E onde encaixa atividade física na rotina de mãe, hein? Vamos ver como vou conseguir.

E onde encaixa atividade física na rotina de mãe, hein? Vamos ver como vou conseguir. Cenas dos próximos capítulos!

Comentários Facebook

0 comments

  1. Pingback: Começando a emagrecer #2015menos15 #semana1 | Projeto de Mãe

  2. Pingback: Emagrecimento: saldo final #2015menos15 - Projeto de Mãe | Projeto de Mãe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *