Cada filho, um jeitinho

Quando a gente é mãe de dois (ou mais) acaba descobrindo como é único o jeitinho de cada filho. Personalidade, temperamento, peculiaridades. Pequenos que mesmo com uma criação muito semelhante acabam se moldando de forma diferente.

O Vítor é questionador. Curioso, ativo e explorador. Gosta das coisas do seu jeito. O zíper da mochila precisa ser fechado até o final. O pão não pode ser cortado, ele quer inteiro. Não podemos sair de casa sem juntar um brinquedo caído. Não dorme sem o Júlio, Bala no Alvo e o nani. Vítor é meticuloso e para ele cada coisa deve estar no seu lugar. Gosta de ordem, se sente confortável com a rotina e a segurança de saber o que vai acontecer a seguir.

A Clara é carinhosa. Amável, delicada, expressiva. Adora beijos e abraços. Quando me vê se acomoda nos meus braços, perto do peito, para sentir o cheiro da mamãe e do “tetê”. Gosta de aconchego. De brincar sozinha. Tem seu próprio tempo e está sempre nos mostrando isso. Desfraldou quando quis, na nossa quarta tentativa. Mama até hoje, com quase 3 anos. É a última a terminar de comer. Aprecia cada momento, cada presença, cada descoberta. Aprecia a vida na sua plenitude.

E eu estou pensando nisso por dias. Como é incrível ver os filhos crescendo e manifestando as suas vontades. Expressando desejos e mostrando quem são. Como é fabuloso conhecer e acompanhar de perto as sutilezas de cada instante, apreciando a felicidade de estar ao lado deles.

Meus pequenos. Que tão pouco tempo atrás estavam dentro de mim. E hoje esboçam seus andares por essa vida. Que seja simples, que seja bela. Que seja nossa.

blog_dupla

Comentários Facebook

4 comments

  1. Ai que lindooo, me emocionei, realmente ser mãe não tem explicação. Fui mãe no susto igual você, e nem me lembro como era minha vida antes dele. Agora estou no impasse se tenho mais um filho, o meu vai fazer 4 anos mês que vem e me pede sempre.. tenho medo de começar tudo de novo, mas o negócio é não pensar muito!!!

    View Comment
  2. Pingback: CADA FILHO, UM JEITINHO | Enciclopédia Materna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *