Famílias empreendedoras: Indiretas Maternas e Empreender Materno

AnandaEtges_FamiliasEmpreendedoras_LIBERMais uma entrevista especial para o espaço de empreendedorismo no blog. Hoje com a Bárbara Vitoriano, que é mãe da Júlia e da Isadora. Ela trabalha com diferentes projetos, como o Indiretas Maternas (que com certeza você já viu algo no Facebook!) e o Empreender Materno, voltado especificamente para mães empreendedoras.

Nós nos conhecemos em novembro em Campo Grande e tivemos a oportunidade de trocar uma série de ideias sobre marketing digital, blogs e empreendedorismo. Assim, não podia deixar passar a oportunidade de fazer um material exclusivo para o Projeto de Mãe também!

Espero que gostem!

– A maternidade muda muita coisa na gente, inclusive balança a nossa visão relacionada ao trabalho e à carreira. Comigo foi a chegada da Clara que marcou uma nova fase, com outras perspectivas e outros desejos. Foi a maternidade que te levou ao empreendedorismo?

Foi sim! Na verdade eu sempre quis empreender no sentido de ter um negócio próprio bem antes das meninas, mas me faltava alguma coisa, acho que talvez me faltasse coragem e por isso continuava na iniciativa privada. Mas, com a chegada da minha caçula, percebi que aquela vida não se encaixava mais pra nós, precisava de mais autonomia sobre o trabalho, mais controle da rotina para conciliar melhor o trabalho com a maternidade.

Além disso, a maternidade também mudou meu jeito de ver a vida, mudou valores e também meus objetivos a longo prazo. A gente deixa de olhar o amanhã para olhar o aqui e agora, a viver mais o momento presente e tudo isso influenciou diretamente no trabalho e no modo como ele começou a fazer parte da vida como um todo.

barbara1
– E como que surgiram as diferentes frentes de trabalho que você atua hoje? Pode contar um pouco mais sobre elas pra gente?

Claro! Bom, sou Jornalista por formação e costumo dizer que por paixão também. Amo o mundo da escrita, da pesquisa e também compartilhar informações e por tudo isso, me apaixonei pelo mundo dos blogs. Uma vez, vi uma reportagem que falava sobre como as pessoas estavam fazendo de seus blogs, negócios de sucesso e comecei aí. Criei meu primeiro blog com pegada comercial em 2009 depois do nascimento da minha mais velha.

Depois desse primeiro projeto vieram muitos outros. Comecei a perceber que a internet tinha um grande potencial de gerar e manter negócios. Era um meio que trazia facilidades e me permitia a flexibilidade que eu tanto buscava e investi cada dia mais.

Atualmente tenho alguns projetos em andamento e alguns outros em processo de criação, os principais deles é o blog de maternidade Indireta Maternas, o projeto voltado para mães empreendedoras Empreender Materno e agora estou lançando outro blog que vai abranger de uma forma mais genérica as áreas de maternidade, empreendedorismo e lifestyle, esse leva meu nome porque nele também quero mostrar os bastidores reais da vida de uma mãe empreendedora: www.barbaravitoriano.com.br (em fase de projeto ainda).

– Eu me identifico com você no sentido de trabalhar em diferentes projetos. Ao mesmo tempo que isso é muito gratificante, também exige dedicação. Como que você organiza a rotina para dar conta de tudo?

Realmente! Quando temos vários projetos temos esses dois lados: é gratificante trabalhar com as diversas áreas que somos apaixonadas, mas também demanda mais trabalho e a atenção fica mais dividida.

Quando eu comecei a empreender senti uma enorme necessidade de me organizar melhor, tanto para ser mais produtiva no trabalho, quanto para ter mais tempo com as meninas. Dessa forma, comecei a estudar e a aplicar um método chamado GTD (saiba mais). E muita coisa melhorou. Claro que com o tempo vamos nos aperfeiçoando e melhorando a forma de aplicar qualquer método, mas hoje, já me sinto bem mais tranquila e sinto o trabalho fluir de uma maneira bem mais leve. Este método mostra uma forma de gerenciar o trabalho e as tarefas da vida de forma integrada com um único sistema, o que me ajuda a deixar as áreas da vida sempre equilibradas. Também costumo agrupar as tarefas semelhantes na hora da execução, o que facilita trabalhar o raciocínio.

barbara-e-notebook
Fora isso, busco automatizar a maioria dos processos, ou seja, trabalho com ferramentas que executam uma boa parte do trabalho de forma automática sem a necessidade de eu estar presente executando. Isso é uma coisa que o empreendedorismo digital me possibilitou.

Uma outra coisa que ajuda é ter uma rotina bem definida. Eu tenho um horário que me dedico 100% ao trabalho, que é quando as meninas vão para a escola, nesse momento executo as tarefas que exigem concentração e criatividade. Também me sinto mais produtiva pela manhã e é esse horário que uso para trabalhar. As tarefas mais mecânicas deixo para quando preciso trabalhar com elas por perto, assim, não tem problema em parar o trabalho para ficar com elas e voltar novamente.

– Entre os seus projetos acho muito interessante o Empreender Materno. Como que surgiu a ideia de ajudar mães que querem empreender ou já empreendem? Como que funciona o Materna Lab?

A ideia do Empreender Materno surgiu depois que escrevi alguns posts sobre empreendedorismo materno no Indiretas Maternas. Várias mães entraram em contato comigo para saber como funcionava meu trabalho. Senti que fazia falta uma informação técnica sobre empreendedorismo e marketing digital, mas que fosse formatado para as mães empreendedoras levando em consideração todas as características delas. E assim surgiu o projeto. De início até aqui mudamos algumas coisas, ajustamos os serviços sempre ouvindo as mães que nos acompanhavam.

E foi justamente ouvindo nosso público que surgiu a ideia do MaternaLab! Se trata de uma área de conteúdo premium, onde, através de uma assinatura mensal, a mãe que empreende ou quer empreender vai ter acesso a uma série de cursos, tutoriais e ferramentas para começar ou alavancar seus negócios.

Toda semana tem conteúdo novo e atualizado, ou seja, se torna uma ferramenta aliada da mãe empreendedora seja qual for o momento no empreendedorismo que ela se encontra, seja começando ou já empreendendo, tudo isso por um excelente custo benefício. Além disso, vamos começar com hangouts ao vivo para networking e também tirar dúvidas que possam surgir.

– Qual a sua maior aprendizagem como empreendedora, que pode servir para quem está começando essa caminhada?

Acredito que seja a persistência. A gente tem uma ideia, acredita nela, mas como tudo, precisamos de um tempo para que o retorno chegue, é nesse momento que muitas pessoas desistem. Por isso, acho tão importante se planejar, se preparar e estar em constante capacitação para empreender.

Nós lidamos com diversas situações e desafios diários, é preciso estar preparada e ter disposição para correr atrás de respostas ao longo do caminho. Tem uma frase que sempre que ouço me emociono muito e diz assim: “Empreender é se jogar de um precipício e construir um avião durante a queda.” (Reid Hoffman) e define muito bem pra mim hoje, o que é ser mãe e empreendedora.

Na maternidade nós mergulhamos em um mundo desconhecido, novo e apaixonante, e empreender também. Por esse motivo acredito tanto na capacidade das mães empreendedoras. Nós criamos seres humanos, tão complexos, somos mais que capacitadas para lidar com negócios. Basta de preparar, capacitar e acreditar!

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *