Primeiro mês em Londres: adaptação das crianças, idioma e escola

Nanda_ProjetoLondres3Dia 7 completamos um mês em Londres e uma das perguntas mais frequentes é: como está a adaptação das crianças? Já estão falando inglês?

A adaptação do Vítor e da Clara está sendo muito melhor do que eu podia imaginar, pelo menos até agora. Eles adoram os passeios e estão curtindo muito todas as descobertas.

Como o tempo tem colaborado (aqui é fim de verão), conseguimos sair bastante e curtir o melhor da cidade, como parques e playgrounds.

Veja também: St James’s Park: explorando o parque e o playground

Em relação à alimentação, eu faço comida em casa, então não mudou muita coisa. Também encontramos com facilidade algumas das frutas favoritas das crianças, como uva, ameixa e melancia.

Os dois não falam inglês e estão aprendendo algumas palavras aos poucos, no ritmo deles. Contam até 10, identificam algumas cores, falam sorry, please, hello, bye bye.

dsc_0018Em casa temos TV aberta e mesmo no Netflix o Vítor e a Clara aceitam olhar programas em inglês sem problemas. Quando alguma expressão chama a atenção perguntam o que significa.

Aqui a diversidade cultural é muito grande e as escolas estão acostumadas a receberem crianças que não falam inglês. Por isso não nos preocupamos muito e pela experiência de outras famílias acredito que em poucos meses os dois vão estar confiantes na compreensão e, mais tarde, na fala.

E por falar em escola, minha dupla ainda não começou a frequentar as aulas. Encaminhei a matrícula e estou aguardando a indicação de qual escola os dois vão ir.

O ano letivo começou no dia 5 de setembro e me pediram 15 dias úteis até ver onde vai ter vaga perto de casa para eles. Então, no máximo na próxima semana devemos ter notícias! Dedos cruzados para começar logo, pois não está fácil a rotina com os dois em casa + home office!

Confira: Mom office: como trabalhar em casa com filhos maiores

Comentários Facebook

4 comments

  1. mara

    Oi Ananda, sua filha mais nova tem 4 anos, certo? Ela tem direito a até15 horas semanais de childcare pagas pelo governo, voce pode escolher usar com childminders (um tipo de babá que trabalha na casa dela e atende até 6 crianças) ou pre-escola/nursery, desde que tenham vagas disponiveis. Nesse caso voce contacta direto a nursery para saber se tem vagas para o proximo termo, é um processo totalmente separado da matricula na escola regular. Tem escolinhas particulares que tb oferecem vagas subsidiadas. Dá uma olhada nisso, parece pouco mas ajuda muito nessa fase.

    View Comment
    • Ananda Etges
      Author

      Oi Mara! Sim, ela tem 4, fez dia 7 de setembro. Está indo na nursery, aproveitando as 15 horas gratuitas. Obrigada pela dica! Beijos!

      View Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *