Endometriose - Conheça os tipos mais comuns e saiba como identificar os sintomas

Endometriose

A endometriose é uma doença bem comum que afeta mulheres em idade fértil, causando muita dor e até infertilidade. Estes dois fatores, principalmente a dor intensa podem afetar diretamente a qualidade de vida da mulher que sofrerá com cólicas menstruais muito fortes.

Os sintomas podem surgir logo após a primeira menstruação, sendo mais comum em mulheres que menstruam mais cedo. Segundo informações da Associação Brasileira de Endometriose e Ginecologia, a doença afeta cerca de 6 milhões de brasileiras. 

O que é endometriose?

A endometriose é uma doença classificada como grave e que ainda não tem cura. Entretanto, com o tratamento e acompanhamento de um profissional adequado, é possível ter uma qualidade de vida melhor.

Ela ocorre quando o muco chamado endométrio, que reveste o útero e é eliminado naturalmente através da menstruação, se espalha para outros órgãos.

Os órgãos mais afetados são os ovários, trompas, bexiga, intestinos e até mesmo a parte externa do útero. E as dores menstruais intensas são o primeiro sinal de alerta para a doença.

Um diagnóstico preciso exige vários exames específicos para classificar o estágio da doença e os órgãos afetados. O tratamento pode ser feito através de medicamentos para amenizar a dor e cirurgias específicas como a laparoscopia (cirurgias por vídeo).

Como identificar os sintomas da endometriose?


A cólica menstrual intensa e a infertilidade são os principais sintomas, mas há outros sintomas que devem ser observados com cautela. Como é uma doença de difícil diagnóstico, quanto mais informações tiver no momento da consulta será melhor para agilizar o processo.

Os sintomas gerais da endometriose são:



  • Cólicas menstruais intensas que começam até duas semanas antes da menstruação
  • Dores ao evacuar ou urinar durante o período menstrual
  • Dores durante a relação sexual
  • Fluxo menstrual intenso
  • Dores na região abdominal
  • Fadiga constante
  • Infecção urinária
  • Náuseas
  • Diarreia
  • Infertilidade
  • Depressão

O diagnóstico preciso da doença pode levar anos, então fique atenta ao conjunto de sintomas e procure um médico especialista.

Quais os tipos mais comuns de endometriose?


Como a doença afeta diversos órgãos é classificada em diversos tipo. Veja a seguir quais são os tipos de endometriose mais comuns:

Endometriose profunda


A endometriose profunda é o estagio mais grave da doença. Ela costuma ser a causa das dores mais intensas e afeta principalmente os órgãos genitais, o reto e o intestino. Além de ser a maior responsável pelos casos de infertilidade.

Endometriose ovariana


A endometriose ovariana pode formar pequenos cistos nos ovários que vão crescendo cada vez mais. O tamanho destes cistos afeta diretamente a fertilidade da mulher e causa dores na região. 

Endometriose superficial


Esta é a forma menos grave da doença que muitas vezes nem é detectada por exames. Neste caso a o endométrio se aloja na região pélvica formando pequenas lesões e sintomas mais leves. 

Endometriose reto-vaginal


A endometriose reto-vaginal ocorre quando o endométrio se aloja na região entre o reto e a vagina. É a forma mais rara da doença e nem há explicações precisas de como o endométrio consegue chegar a esta região.

Endometriose de parede


Este tipo de endometriose é mais comum em pacientes que fazem cirurgias. Neste caso, os cistos do tecido endometrial passam a se alojar na região próxima à cirurgia. 

Endometriose pulmonar


A endometriose pulmonar é muito rara, mas pode ocorrer. Ao afetar os vasos sanguíneos localizados no pulmão, a doença pode causar tosse com sangue e acometer o funcionamento dos pulmões.
Postagem Anterior Próxima Postagem