Dicas para mamães: 7 sinais de que seu filho precisa de um psicólogo

 psicólogo infantil


Ao longo da vida, diversas são as dicas para mamães que você receberá e que podem lhe ajudar no processo da maternidade, se adaptando as diferentes fases da vida dos seus filhos.

Mas, independentemente do tamanho deles, existe uma preocupação que é constante. Ou seja, o bem-estar emocional e físico que afeta o seu crescimento.

Tal como nós adultos, as crianças também sofrem e tem dificuldades de lidar com suas emoções, algo até então normal.

Contudo, você sabe identificar quando isso passa de um problema pequeno para a necessidade de ajuda profissional? Muitas vezes, um psicólogo pode ser essencial para acompanhar o desenvolvimento deles.

Foi pensando nisso que resolvemos hoje, falar sobre o assunto e dar dicas para mamães sobre como identificar tal necessidade!

Dicas Para Mamães - Como A Psicologia Pode Ajudar Seus Filhos


Chamada de psicologia infantil, essa é uma área que trata da saúde mental e bem-estar das crianças de modo a garantir seu correto desenvolvimento.

Estudando assim, as diversas fases de seu crescimento no aspecto físico. E também daquele psicológico que muitas vezes, não é notado.

Durante seu crescimento, as crianças passam por diversas situações inéditas e que muitas vezes podem se tornar conflitantes.

Isso influencia no seu comportamento, que pode ser esperado ou inesperado. Quando algum problema ocorre, esse precisa ser avaliado a fim de reduzir os possíveis traumas futuros.

Ao contrário de problemas de bem-estar físico que se mostram visíveis, muitas vezes aqueles psicológicos se dão de forma “silenciosa”.

Cabendo aqui as dicas para mamães de prestarem atenção aos detalhes. De modo que, seja possível identificar os sinais da necessidade de realizar uma consulta psicológica.

Mas, é importante destacar ainda que sempre que possível a psicologia infantil (e adolescente) deve fazer parte da vida desses pequenos indivíduos.

Uma vez que, ela deve estar presente não apenas como medida de tratamento. E sim, desde sempre, como uma medida preventiva.

Dicas Para Mamães Ficarem De Olho Nesses Sinais


Então, agora que você já sabe mais sobre a importância da psicologia na vida das crianças e dos adolescentes, separei algumas dicas para as mamães ficarem de olho em seu filhos.

De modo que seja possível identificar, os sinais de que um atendimento psicológico se mostra necessário. Então, confira a seguir.

1. Distúrbios e compulsões alimentares:


Se seu filho se recursa a comer, come pouco ou até mesmo, acaba provocando vômito do que foi ingerido, este é um dos sinais da necessidade de acompanhamento psicológico.

O mesmo acontece ainda quando ele come de forma compulsiva. Por exemplo, repetindo as refeições, comendo sem fome aparente e fora do horário.

Além disso, outro distúrbio alimentar comum é quando a criança se enxerga acima do peso ou abaixo dele, afetando seu consumo.

2. Falta de foco e agitação:


Bastante conhecido, crianças muito agitadas e que possuem dificuldades para se concentrar, muitas vezes apresentam TDAH.

Ou seja, Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade. Esse mal, afeta não apenas de forma física, como mental leva a:

    • Esquecimentos;
    • Impulsividade;
    • Inquietação da mente e corpo.

3. Timidez entre as dicas para mamães:


Ser tímido é algo bastante comum em nossa sociedade e muitas vezes, isso ocorre desde nossa infância.

Contudo, faz-se necessário identificar até onde vai a timidez de seu filho. Desse modo, dou aqui entre as dicas para mamães um alerta a se prestar atenção às dificuldades de:

    • Construir amizades;
    • Se relacionar com outras pessoas;
    • Falar perto de desconhecidos.

Esses podem ser sinais de que seu filho enfrenta algo além da timidez por si só, podendo estar essa conectada a traumas e outras questões.

4. Alterações de humor súbitas:


Uma das dicas para mamães que quero dar é estar atenta ao emocional como um todo do seu filho no cotidiano.

Muitas vezes, achamos birras e choros normais, porque muitas vezes eles realmente são. Entretanto, se as mudanças de humor são tão destoantes, isso pode ser um alerta.

O problema é que boa parte dos pais/responsáveis credita isso a questão da idade e da falta de vivência destes.

Porém, se a criança tem tido boas noites de sono e mesmo assim dá sinais de irritação constante, ligue seu alerta. Além disso, outros sintomas podem aparecer, tais como:

    • Pessimismo;
    • Nervosismo.

Já ouviu falar da Distimia? Esse é um distúrbio para o qual existem tratamentos e que dá seus primeiros sinais ainda nas primeiras fases da vida.

5. Dificuldade para aprender:


É ainda na infância que, entre as dicas para as mamães, estas devem notar com qual facilidade e velocidade em que seus filhos aprendem ou não.

Uma vez que, problemas como a dislexia, por exemplo, podem ser facilmente notados na infância. Comumente, crianças com esse problema sofrem ainda de desinteresse.

Ou seja, elas perdem o estímulo de aprender coisas de uma forma geral - é nas atividades de raciocínio lógico que você mais notará isso!

6. Fobias e manias entre as dicas para mamães:


Indo um pouco além, existem outros aspectos que devem ser notados em seu filhos. Portanto, fique atenta a:

    • Mania: como piscar os olhos excessivamente e de roer as unhas. Entre outros tiques nervosos;
    • Fobias: são medos que podem ser explicados ou inexplicados, mas, que passam do normal aceitável. Ou seja, atrapalhando seu cotidiano, escolhas, etc;
    • Tiques: podem ser a provocação de machucados, arrancar ou comer cabelos, comer ainda objetos diversos e roupas, entre outros;
    • Questões musculares: note se as contrações involuntárias repetitivas e rápidas ao longo do seu corpo.

7. Reações extremas:


Muitas vezes, ao dizer não para nossos pequenos, isso causa neles um sentimento de raiva (indignação) e tristeza, que leva a pirraças, choros, etc.

Preste atenção, no entanto, na intensidade dessas reações. Um sinal claro de alerta pode ser quando a criança reage com muita:

    • Intolerância;
    • Agressividade;
    • Rispidez.

Conclusão


Foi possível ver ao longo deste artigo, algumas dicas para mamães sobre sinais de alerta que as crianças emitem durante essa fase da vida.

Caso seu filho apresente qualquer um deles, a ajuda psicológica se torna fundamental. De modo que seja possível identificar qual o mal que lhe afligem e como tratá-lo a fim de reduzir seus prejuízos ao bem-estar!

Se você gostou deste artigo, deixe sua opinião ou até mesmo dúvida nos comentários e compartilhe-o para que mais mães possam se beneficiar.

Postagem Anterior Próxima Postagem