Como decorar casas onde vivem crianças

Como decorar casas onde vivem crianças

Dicas para um ambiente seguro e divertido.

Quem tem crianças em casa sabe que é preciso pensar toda a decoração em função delas. Não se pode deixar objetos pequenos ou quaisquer itens frágeis ao alcance delas.

Além disso, há que se focar em móveis inquebráveis ou que não sejam facilmente danificados. Resistência deve ser um dos principais fatores considerados na hora de escolher a mobília.

Você tem filhos em casa, mas não quer abrir mão de criar uma decoração bonita e pensada para eles? Confira as dicas.

Aposte em materiais fáceis de lavar

Ter uma criança em casa significa ter que lidar com manchas de tinta no seu sofá ou tapetes, comida que cai no chão e sapatos sujos de lama. É normal e todo pequeno que se diverte fará muita sujeira.

Assim, para evitar dor de cabeça, aposte em materiais fáceis de lavar. O sofá pode ser de couro ou sarja, preferencialmente em tons mais escuros. Já os tapetes devem ser laváveis e estampados.

Guarde objetos frágeis em lugares seguros

Não importa a idade, as crianças adoram correr e brincar. Sozinhas, com os amiguinhos ou com o pet, você verá seu filho correndo sempre. Por isso, manter objetos frágeis ao alcance deles não é uma boa ideia.

Sendo assim, guarde esses itens com carinho nas prateleiras mais altas do armário ou daquela cristaleira que você herdou da família.

Mantenha os bibelôs no alto das estantes, sem risco de caírem ou de o pequeno mexer em tudo, por curiosidade, e acabar quebrando.

Use tinta lavável nas paredes

Por mais que você ensine que não é correto desenhar nas paredes, sempre vai aparecer um risco de giz de cera, canetinha ou gouache. Respire fundo e pinte todas as paredes da casa com tinta lavável.

Caso aconteça, chame a criança e peça que ajude a limpar a sujeira. Aos poucos, ela entenderá que aquilo é inapropriado e não riscará mais as paredes da casa.

Pinte uma parede com tinta-lousa

No quarto das crianças ou na sala de recreação você pode pintar uma parede, ou parte dela, com tinta lousa. Isso incentiva seu filho a deixar a criatividade fluir e, ao mesmo tempo, evita que as paredes normais sejam riscadas.

Ensine que aquele é o espaço reservado para desenhos e mostre que o giz pode ser facilmente apagado. O ideal é que o pequeno entenda que apenas naquele espaço é que se pode rabiscar.

Invista nos móveis resistentes

Crianças pulam na cama e no sofá. Querem subir em cima da mesa e de outros móveis. A curiosidade sempre fala mais alto e, justamente por isso, você precisa investir em materiais duráveis, que não sejam facilmente quebráveis.

Madeiras ou o MDF que suportem mais peso são interessantes para mesas e estantes. Para as camas, a versão box talvez seja mais indicada em comparação às com estrado.

Guarde os brinquedos em cestos e caixas plásticas

A organização também é muito importante em casas com crianças. Para facilitar a vida e incentivá-las a guardar os próprios brinquedos, os melhores aliados são os cestos coloridos e as caixas plásticas.

Podem ficar no quarto do pequeno ou na sala, desde que ele entenda que tudo precisa ser guardado depois de brincar.

Tenha menos bancos e pufes

Um bebê que começa a engatinhar ou tenta dar os primeiros passos precisa de espaço. O mesmo acontece com uma criança maior, para brincar e se divertir. Isso significa que você terá que abrir mão de bancos e pufes na decoração da sala e do quarto.

É interessante que esses espaços sejam mais limpos, com poucos móveis e objetos, para dar mais liberdade ao seu filho.

Prefira uma decoração mais neutra

Criança em casa é sinônimo de muita cor, ao menos nos brinquedos. No entanto, vale lembrar que, mesmo não havendo apenas crianças no lar, tons muito vívidos cansam a vista.

Por isso, no restante da decoração da casa aposte em tons mais neutros, como preto e branco. Os tons mais escuros, inclusive, são ainda mais bem-vindos, pois facilitam a limpeza e evitam a sujeira aparente.