Quais cuidados devem ser tomados após a transferência de embriões?

A Fertilização In Vitro (FIV) destaca-se como um dos métodos com maior chance de sucesso no ramo da reprodução assistida, sendo a transferência de embriões a etapa final desse procedimento.

transferência de embriões

Após realizar o processo, orienta-se a paciente a tomar alguns cuidados para colaborar com a fixação do embrião na parede uterina, até a gravidez ser confirmada.

Transferência de embriões


A dificuldade de engravidar por meios naturais não deve ser vista como um adeus para o sonho de formar uma família. O casal pode buscar por ajudar especializada e conquistar a gravidez com métodos artificiais.

Após diversos exames de fertilidade para verificar quais disfunções impedem a gestação, o especialista pode propor a transferência de embriões como uma possível solução.

Após coletar óvulos e espermatozoides, com tecnologia de ponta, especialista em reprodução humana, selecionam os gametas mais sadios para prepará-los para fecundação.

Na sequência, a paciente recebe um tratamento hormonal para que seu endométrio fique com a espessura ideal para fixar o embrião já fecundado em laboratório.

Ao se certificar das condições perfeitas, o implante ocorre em um processo relativamente simples, similar a um exame de Papanicolau, a mulher introduz o embrião e fixado no útero.

Trata-se de um processo indolor, que não exige anestesia ou internação. Depois de 30 minutos do processo, a paciente está liberada para ir para casa, repousar.

O repouso é considerado uma etapa fundamental no processo de transferência de embrião, pois colabora com sua implantação. Depois de 36 horas, a paciente pode retomar sua rotina sem fazer grandes esforços.

Recomendações


Alguns cuidados devem ser tomados em prol do sucesso do tratamento, por isso as seguintes ações devem ser evitadas:

  • Uso de bebida alcoólica e cigarro;
  • Medicamentos sem prescrição médica;
  • Atividade física;
  • Drenagem linfática.

O corpo precisa estar isento de toxinas ou traumas que possam deslocar o embrião implantado ou impossibilitar a conclusão do processo. Passados 15 dias, pode-se fazer o exame de sangue para verificar a gravidez.

Durante o período em que o corpo feminino está recebendo a estimulação para produzir óvulos e desenvolvê-los é permitido pintar o cabelo, mas depois dessa fase, fica contraindicado, pelo risco de contaminação do embrião.

Relações sexuais só são liberadas antes da transferência embrionária, sendo vetada depois por estimular contrações uterinas que podem expulsar o embrião.

Alimentação e a reprodução humana


A alimentação tem um papel fundamental na reprodução humana, exercendo forte influência na fertilidade do casal, por isso deve-se adotar uma dieta saudável com nutrientes que produzem hormônios sexuais.

Durante todo o processo de fertilização é necessário seguir uma dieta ricas em vitaminas e minerais, além de hidratar-se com dois litros diários de água. Esses fatores são essenciais para o sucesso do tratamento.

Seguir uma alimentação anti-inflamatória e rica em compostos antioxidantes está entre os recursos mais utilizados por homens e mulheres para aumentar a fertilidade.

Estudos dizem que um estilo de vida saudável pode favorecer um padrão alimentar pró-fertilidade. Nas mulheres, a infertilidade é interferida por desequilíbrios ovulatórios e, no caso dos homens, diminuem a produção dos espermatozoides.
Postagem Anterior Próxima Postagem