PIADAS PARA CRIANÇA

Como contar boas piadas para criança chorar de rir?

As piadas para criança são ótimas aliadas para o entretenimento dos pequenos em qualquer momento do dia.

Elas também servem como ferramentas eficazes para a educação infantil, além de garantir que elas realizem novas associações de palavras e acontecimentos do seu cotidiano.

Entre as milhares de piadas curtas, do Joãozinho ao “o que é o que é”, confira a nossa lista de dicas sobre como contar piadas para criança chorar de rir.

Mas primeiro, vamos dar uma olhada em como humor, alinhado com uma boa piada, pode contribuir de forma eficaz para o desenvolvimento do seu filho. Acompanhe!

Piadas para criança ajudam os pequenos a lidarem com as situações mais tensas

Não precisamos nem te conhecer para saber que seu filho já deu boas gargalhadas com as suas caretas, histórias e trapalhadas, não é mesmo?

Porém, como tudo é questão de ciclos, por volta dos 5 a 6 anos, as próprias crianças já desenvolvem sua própria percepção sobre o que é engraçado e aquilo que não as agradem. Assim, desenvolvem sua própria forma de fazer humor para contar piadas para aqueles que estão realmente dispostos e interessados a ouvir.

Segundo Janette Benson, especialista em psiquiatria da Universidade de Denver, nos Estados Unidos, crianças entre 5 e 6 anos se sentem estimuladas a experimentarem o que as pessoas acham engraçado e aquilo que elas não acham.

Aliás, o humor é uma ferramenta eficaz para a construção de relações de amizade, por isso, contar piadas para criança é um jeito importante de estimular as áreas do cérebro ligadas a emoções e a produção de hormônios – e com algumas dicas, será muito fácil criar um ambiente repleto de gargalhadas todos os dias.

Brincando por aí

É por volta dos 5 anos que os pequenos já passam a entender as piadas para criança como um padrão de perguntas, respostas e risadas – a partir daí, elas começam a criar o seu próprio repertório de brincadeiras, tudo baseado nestes padrões.

No começo, talvez muitas delas nem façam sentido, mas é importante incentivá-las a contar suas próprias piadas e não ignorá-las, isto é, entrando pra brincadeira e participando cada vez mais.

Essa troca de experiências é muito benéfica para a criança e também para os próprios pais, pois é desenvolvido uma relação saudável entre as duas partes.

Segundo o autor do livro Entendendo e Promovendo o Desenvolvimento do Humor Infantil, Paul McGhee, é de responsabilidade dos pais incentivarem seus filhos a aprimorarem as suas piadas ao longo dos anos.

Rir é sempre a melhor saída

Ao rir de si mesmo, você promove uma vida mais tranquila e até encontra soluções mais saudáveis para atravessar certos problemas que possam surgir, e quando você conta piadas para criança desde os seus primeiros anos de vida, elas tendem a perceber isso mais cedo.

Por exemplo, digamos que o seu filho não quer tomar aquele remédio essencial pra sua dele ou então, derramou uma jarra de suco sobre a toalha de mesa novinha, qual o melhor jeito de quebrar a tensão!? Fazer com que ele enxergue a situação como um cenário de humor e a encare de forma mais leve.

De fato, alguns destes momentos podem nunca ser realmente fáceis, mas isso pode fazer com que eles sejam melhores.

Segundo um estudo levantado pela Uni. de Stanford e do Hospital para Crianças Lucile Packad, dos Estados Unidos, foi mostrado que a parte do cérebro infantil responsável pela sensação de recompensa, só é ativada após as crianças passarem por uma situação engraçada.

Seja ao assistir uma cena clássica de Tom e Jerry ou quem sabe uma careta que você fez.

Um bom humor vale pra todos

Tá certo, você não precisa ser o comediante mais profissional da sua cidade, mas leve em conta que colocar em práticas algumas piadas para criança no seu cotidiano, pode ser uma ideia muito interessante.

Diante disso, aposte nas mímicas, faça alguns barulhos estranhos, finja que é algum personagem que o seu filho conhece, brinque de safari pela casa, e todas as outras atividades que você considerar engraçadas para o seu filho.

Essas e outras atividades, são capazes de mostrar para criança um lado mais humorado da vida. E, segundo Janette Benson – a psiquiatra que comentamos logo no começo –, “as famílias se tornam mais fortes com uma boa pitada de bom humor”.

Assim, compartilhar piadas com o seu filho, criará oportunidades para que a relação entre pais e filhos se tornem mais fortes e duradouras.

E por falar em laços, as piadas também são uma boa forma para debater sobre bom comportamento – quando elas passarem dos limites daquilo que é aceitável, é hora de mostrar que a brincadeira não foi engraçada, mas totalmente desrespeitosa.

Exageros

Tanto a puberdade, quanto as primeiras fases da vida infantil, as crianças adoram um exagero. E na verdade, é muito comum que elas se sintam dessa forma.

Como o exagero também é um traço comum na comédia, esse pode ser um meio de ajuda o seu pequeno a contar piadas e construir sua habilidade para fazer humor – bom humor.

De acordo com a comediante e mãe, Kelly Swanson, se, por exemplo, seu filho disser que pode comer um dinossauro, então essa é a hora de arrancar boas risadas dizendo que pode comer um dinossauro e uma baleia.

Nem tudo se resume a risada

Como papel de pai ou mão, é quase uma obrigação avaliar os sentimentos que percorrem a mente da criança.

Em alguns casos, pode ser que a criança fale sobre algum assunto que para nós não fazem sentido de uma forma séria. Nesse momento, é importante se atentar e conter as risadas.

Uma frase que para você pode ser uma piada, para ela pode ser algo que a deixe preocupada.

Conclusão

O bom humor é capaz de influenciar uma criança de forma positiva em toda a sua vida, e alinhada as melhores piadas para criança, elas podem se tornar uma importante ferramenta para o seu desenvolvimento infantil.

Por isso, agora que você já sabe da importância de estimular boas risadas para o seu filho, nada mais justo que compartilhar este artigo com outras pessoas, não é?

Compartilhe através de suas redes sociais e nos ajude a sempre trazer conteúdos maravilhosos como este que você acabou de conferir. Não perca tempo!