6 sinais de que você está com Síndrome do Burnout!

O Burnout vai passar a ser uma doença de trabalho e entender sobre ele é essencial

O trabalho pode exigir muito dos profissionais e diversas são as regras de horários, jornada, hora extra, interjornada, funções e necessidades que podem fazer com que o trabalhador sinta um cansaço além do que aquele considerado normal.

É claro que é normal se sentir cansado após um dia de trabalho, mas é preciso ter atenção para saber o quando seus sintomas são apenas de cansaço ou se ela se torna uma exaustão extrema causada pelo dia a dia profissional.

Essa exaustão extrema é conhecida como síndrome de burnout e afeta cada vez mais pessoas nas mais diferentes profissões e é importante identificá-la o quanto antes para que ela não evolua para problemas mais graves.

Você sabe o que é a síndrome de burnout e quais os sintomas você deve ter atenção para entender se você pode ser um paciente desse quadro? Saiba mais sobre ela!

O que é síndrome de burnout?

A síndrome de burnout é um distúrbio psíquico causado por exaustão extrema vinda do ambiente de trabalho. Ou seja, esse é um resultado do acúmulo de estresse, tensão emocional, pressão, trabalho acumulado e é cada vez mais comum em muitos setores.

As altas responsabilidades, pressão por resultados, excesso de cobrança, competitividade, falta de coletividade no ambiente de trabalho, falta de horários, lideranças ruins, falta de capacitação, medo de errar e dificuldade em dividir a vida pessoal da profissional são alguns dos muitos motivos que podem levar a esse distúrbio.

O Burnout cresce tanto no ambiente de trabalho que a Organização Mundial da Saúde (OMS) vai oficializar a síndrome como “estresse crônico de trabalho que não foi administrado com sucesso”.

A nova classificação passa a valer em 2022 e faz com que a síndrome seja uma doença de trabalho.

6 sinais e sintomas da síndrome de burnout

Antes mesmo de falar dos sinais do distúrbio, é preciso enfatizar que todo diagnóstico deve ser feito por profissionais de saúde, afinal, doenças devem ser tratadas de forma correta e com diferentes técnicas.

Dito isso, é importante ter atenção aos sinais que seu corpo dá para entender se o Burnout pode estar fazendo parte da sua vida. Alguns deles são:

1. Fadiga crônica

Nos estágios iniciais do distúrbio, a pessoa tende a se sentir cansada na maior parte do tempo e sem energia para realizar suas atividades.

Quanto mais o tempo passa e a síndrome se agrava, o esgotamento cresce e existe também a sensação de medo e angústia por todas as tarefas que precisam ser realizadas.

2. Dificuldade de concentração e atenção

Estar distraído e esquecer algumas coisas é comum, mas no Burnout isso passa a ser ainda mais intensificado e o profissional passa a não conseguir focar nas atividades, procrastinando e acumulando diversas tarefas pela falta de atenção e foco em sua rotina.

3. Insônia

Mesmo com o corpo e mente exaustos, o sono pode se tornar uma dificuldade e as pessoas começam a sofrer com insônia causada pelas ansiedades e preocupações.

Com a falta de descanso necessária, os outros sintomas se intensificam e o corpo e mente passam a entrar em uma espécie de colapso.

4. Sintomas físicos

Como o corpo e mente ficam esgotados, os sintomas passam a se manifestar em diversas partes do corpo e eles podem incluir dor no peito, palpitação, falta de ar, problemas no intestino, tonturas, fortes dores de cabeça, entre outros.

Além disso, o corpo fica mais vulnerável a infecções e resfriados, gripes e outros problemas médicos podem atacar o sistema imunológico.

5. Alteração no apetite

Seja para mais ou para menos, o Burnout pode fazer com que os profissionais descontem suas frustrações e exaustão na comida.

Sendo assim, pode existir grande falta de apetite, refeições puladas e seu corpo deixa a alimentação de lado ou a alteração pode se manifestar em grandes quantidades de comidas, doces, álcool e algum tipo de compulsão pode surgir a partir daí.

6. Sentimentos de fracasso e insegurança

Com muito trabalho a fazer e mesmo com muita capacidade de realizar o profissional se sente inseguro e incapaz de entregar suas tarefas.

Aliado à falta de concentração e ao sentimento de impotência, os trabalhos se acumulam junto com a ansiedade, dando a sensação de fracasso na vida profissional e em outras partes da vida.

Esses são apenas alguns sinais do Burnout e é importante entender se você sente vários deles em conjunto. É normal se sentir cansado ou desconcentrado em alguns momentos, o que não pode ocorrer é viver com essa sensação.

Aproveite que agora você sabe mais sobre o tema, fique atento aos sinais do seu corpo e sempre procure ajuda médica!

sinais de que você está com Síndrome do Burnout