Sobre tirar leite do peito: vaca leiteira, prazer!

Esta semana comecei a sair algumas manhãs para trabalhar. Enquanto isso, as crianças ficam com uma babá em casa. Como a Clara mama exclusivamente no peito, preciso tirar leite e deixo para ser dado de colher.

Para a tarefa de ordenha (tem como não se sentir uma vaca leiteira usando a palavra “ordenha”?), comprei uma bomba elétrica, modelo Mini Eletric, da Medela. É uma das mais simples da marca, mas busquei referências e algumas amigas que usam me garantiram que ela dá conta do recado.

Acontece que eu tenho (muita) dificuldade para tirar leite. Acho que é uma mistura de falta de prática e paciência, que resulta em menos de 30 ml por vez. Para sair segura, preciso deixar no mínimo 100 ml. Sendo assim, tenho que fazer a extração de três a quatro vezes por dia (o que vem a ser um saco, na minha modesta opinião).

Então, busquei algumas dicas para tentar otimizar o negócio. Compartilho aqui, pois podem ser úteis para outras pessoas que vão encarar o desafio de voltar a trabalhar ou estudar ao mesmo tempo em que amamentam.

1 – Líquido, líquido, líquido.

Aumentar a ingestão de água resulta em maior produção de leite, o que pode ajudar na hora de fazer estoque. Antes, eu já tomava cerca de 2 litros por dia. Agora, estou tentando aumentar e tomar pelo menos 3. Para isso, tenho que me “policiar” e estar sempre com uma garrafinha por perto. E haja banheiro!

2 – Relaxar

Primeiro, eu tirava leite quando dava, entre uma coisa e outra, como uma tarefa a mais que precisava ser feita. Agora, tento relaxar e fazer a ordenha (saco de palavra – vaca, vaca, vaca!) com calma, preferencialmente depois de um banho quente, sozinha e em silêncio. Notei que quando estou realmente tranquila consigo tirar um pouco mais.

3 – Estoque

Ter um pouco de estoque congelado é uma garantia e uma segurança. Assim, eu não me sinto pressionada a ter que tirar tal quantidade por dia. Isso ajuda também em baixas de produção.

4 – Tirar leite em um seio enquanto o bebê mama no outro

Realmente funciona, pois o bebê mamando estimula a produção. Mas agora me digam: onde eu acho coordenação para fazer essas duas coisas ao mesmo tempo? Só sendo ninja! Isso sem falar que a Clara queria ver o que tava acontecendo e não mamava tranquila. Preciso praticar mais!

Mais dicas, sugestões? Troca de experiência, um abraço solidário ou palavras de incentivo?

Comentários Facebook

8 comments

  1. Kelly

    Olá, passei visitando seu post e amei seu cantinho.
    Estou vivendo a mesma fase … VACA! rsrs
    Voltei a trabalhar início deste mês e a ordenha é algo que me deixa estressada, sempre acho q vai doer, q não vou conseguir a quantidade adequada.
    Minha bebe é de 27 de agosto pouca diferença da sua Clara.
    Beijos e fique a vontade para conhecer meu cantinho também.
    http://pequenascoisasgrandesfelicidades.blogspot.com.br/

    View Comment
    • nandaetges

      Eu não sinto dor nenhuma. O que me deixa estressada é o compromisso de tirar leite, geralmente deixo pra noite, daí também já estou cansada e meio de saco cheio de tudo. Mas enfim… seguimos… firmes e fortes! Beijos!

      View Comment
  2. Andreia Mello

    Adoro seus posts !!!!!!!!!!
    Tudo q passei e passo novamente….
    Qdo à ordenha, não sei se funciona para todas, na vdd no meu caso funcionou muito bem na minha primeira amamentação.
    Conseguia retirar o leite com a própria ordenha manual, no começa foi desanimador saiu 30 ml , mas a quantidade foi aumentando conforme a retirada e cheguei a pensar em doar. Acho q tb acontecerá com vc.
    Boa sorte pra vc e sua linda princesinha !!!
    Bjsss

    View Comment
    • nandaetges

      Eu tenho tendinite e não me acostumei com a ordenha manual pela dor no pulso. Mas aos poucos as coisas estão melhorando com a elétrica. A ealhor dica, até agora, é tirar em um seio enquanto a Clara mama no outro. Faz muita diferença, embora seja complicado! Beijos!

      View Comment
  3. Pingback: Os 3 P’s: paciência, persistência e prática | projeto de mãe

  4. Nana

    Vim aqui pesquisar sobre tirar leite porque sabia que ia encontrar coisa boa no teu blog! Estou tão estressada cuidando o dia inteiro da Catarina que quero poder sair pra relaxar um pouco. Mas não consigo porque não fico tranquila em deixar ela sem o leitinho, já que ela quer mamar a toda hora. Não comprei uma tira leite elétrica, mas tenho uma da Chicco e to tentando usá-la. Saiu menos de 50mL, que drama! Mas que bom que não é só comigo e é bom ver que tu achou uma saída pra isso. Vou usar tuas dicas 🙂

    View Comment
    • nandaetges
      Author

      Obrigada pelo elogio, Nana!
      Eu imagino o teu estresse. Ficar o dia em casa só em função do bebê dá uma sensação muito estranha na gente. Sim, é muito bom estar juntinho do filho. No entanto, de vez em quando a gente se sente sufocada, né? Depois que o Vítor nasceu eu tive uma deprezinha com isso.
      Sobre o leite… 50 ml é bastante! Imagino como deve ser difícil tirar isso manualmente. Com a elétrica eu já passava um sufoco. Mas boa sorte! Logo tu vai te adaptar com a ordenha e o processo vai ficando mais fácil. O segredo é manter a calma e tentar relaxar. Além disso, o que sempre funcionou bem pra mim foi tirar num seio enquanto a Clara mamava no outro. Conseguia tirar bastante assim.

      Beijos!

      View Comment
  5. Pingback: 1 ano e amamentação | Projeto de Mãe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *