1 ano e amamentação

A Clara completou 1 ano e com isso comemoramos também 1 ano de amamentação. Pra mim é algo muito especial e desejado, que merece registro.

Desde a gravidez dela, quando comecei a me preparar, eu fiquei determinada a fazer diferente. O Vítor mamou exclusivamente até 3 semanas e depois foi com peito + complemento até 4 meses. Já contei um pouquinho aqui e aqui, apenas para citar os posts mais recentes.

Então, para garantir o sucesso da amamentação da Clara e escrever uma nova história busquei todo tipo de informação. Relatos, textos informativos, indicações do que fazer em diversas situações e diante de qualquer problema. Devorei a teoria, para estar bem munida na hora da prática. Além disso, escolhi investir na amamentação e comprei um kit completo para me ajudar (pomada, bomba elétrica e conchas).

***

Quando a pequena nasceu, foi direto para o peito. Momento mágico, ela ali grudadinha comigo na sala de parto. A gente se cheirando, se conhecendo, um amor só.

Alguns dias depois do parto, quando o leite desceu, o peito ficou cheio. Senti dor, tive dificuldade. Catei vídeos na internet para aprender a ordenhar manualmente. Tirava leite no chuveiro de quatro a cinco vezes por dia. Era exaustivo, ainda mais com dois filhos pequenos e querendo atenção. No entanto, eu me agarrei nos seguintes pensamentos: 1 – eu vou conseguir e 2 – logo isso vai passar.

Eu sabia que se eu persistisse nos primeiros meses, depois tudo seria mais fácil. Por isso, tinha que ser forte e fechar os ouvidos para comentários alheios.

***

Passei pelas seguintes fases:

– Primeira semana: dor pela descida do leite
– Primeiro mês: adaptação da produção e do seio (sensibilidade)
– Segundo e terceiro mês: mamadas ainda muito frequentes, quase que hora em hora, o que me deixava, de certo modo, presa
– Quarto mês: mamadas começaram a ser um pouco mais distantes, o que permitia saídas breves (e com o celular por perto)
– Quinto mês: início da ordenha (leia mais aqui, aqui e aqui) e leite dado de colher ou no copo
– Sexto mês: início da introdução alimentar e mais segurança para sair por algumas horas
– A partir do sétimo mês: rotina de amamentação e alimentação complementar mais ou menos definida e segurança total para ficar até um turno longe da pequena

Assim, posso dizer: os três primeiros meses são os mais intensos. Se você ter calma, paciência e incentivo, suas chances de completar 6 meses de amamentação exclusiva são grande. Depois disso é muito tranquilo.

***

Atualmente, a Clara ainda mama bastante e em livre demanda. Porém, ela fica muito bem algumas horas longe de mim. Inclusive, nos últimos meses fiz duas disciplinas do mestrado na sexta-feira e ficava o dia inteiro em outra cidade. No início, deixava leite ordenhado para ela tomar pelo menos depois do almoço. Com o tempo, não senti mais necessidade e ela passava o dia comendo outras coisas.

Adoro amamentar e desmame nem passa pela minha cabeça, embora eu já tenha ouvido comentários do tipo “agora ela não precisa mais” e “o leite tá fraco”.

A única coisa que me incomoda um pouco é que a Clara ainda acorda muitas vezes durante à noite e sempre quer mamar, mesmo que por segundos. Se o pai tentar acalmá-la, ela chora como se batesse nela. Só volta a dormir comigo e no peito.

Isso me deixa bem cansada, mas sei que logo vai passar (ou pelo menos assim espero!).

***

Então, para marcar nosso 1 ano de amamentação, deixo uma foto da pequena grudadinha no peito durante a festa de aniversário.

Um momento único, de amor, cumplicidade e entrega. Só nosso. Especial!

CRF_2226

Comentários Facebook

12 comments

  1. vicky

    Eu e a Elis completamos 1 ano e 3 meses nessa semana. Como você disse, no começo eles te exigem mais, hoje ela mama quando tem vontade, normalmente só a noite, pois passa o dia na escolinha. Mas, apesar da pedi dizer que já estou pronta para desmamar, isso nem passa pela minha cabeça. É um momento maravilhoso que não aproveitei muito com as primeiras filhas ( a Dju mamou 15 dias e a Laura 06 meses) e quero viver o máximo possível com a minha pequena terneirinha 😀

    View Comment
  2. De.

    Que lindo Ananda, parabéns!
    Parabéns por querer fazer uma nova história de amamentação com a Clara. Parabéns por superar todas as dificuldades que isso acarreta (ainda mais com um outro bebê pra cuidar)
    E que venham mais e mais meses de tete!!
    Beijos

    View Comment
  3. A minha situação foi meio frustrante…Meu leite demorou muito para descer (5 dias). Quando veio, encheeeeuuuuu…hehehehe. Depois de alguns dias normalizou. Até os três meses Clara sempre mamou a cada 3 horas, inclusive à noite. A partir dos três meses, mamava de 3 em 3 horas durante o dia e deixou de mamar de madrugada. Com 5 meses começou a comer frutinhas e tomar suco. Para a escola, eu tirava leite e mandava leite meu na mamadeira. Aos poucos outros alimentos foram sendo introduzidos. Com 8 meses, ficou mais difícil tirar 400ml de leite todo dia e na escola ela passou a tomar complemento. Foi a minha ruína, porque aí ela não quis mais mamar no peito. Até começava, mas quando sentia o gosto do leite, parava. Simplesmente passou a gostar mais do complemento do que do meu leite. Desaforo!

    View Comment
  4. Ilana

    Que bacana, né Ananda!
    Acho que o mais legal mesmo é poder construir um história diferente da que foi com o Vitor.
    Eu também estou aqui com um post no rascunho sobre amamentação depois de 1 ano, tentando terminar ainda hoje (torcendo pro Nicolas deixar!). Aqui as coisas têm sido um pouco diferentes, mas sempre vale a reflexão, o apoio e o respeito às diferenças.
    Beijo!

    View Comment
  5. Nanda, fiquei emocionada…. o Felipe fez um aninho agora em setembro também e tenho a foto dele mamando em mim… ah, me sinto uma verdadeira vaquinha falando assim…. amamentar é muito bom mesmo. O que me deixa cansada é o mesmo motivo que o seu, as acordadas noturnas, mesmo que por segundos…. e também só acalma comigo (mamando para ser mais exata). Lembra q te falei esses dias q achava q ele estava ficando com fome, e gritava e gritava à noite (vc até pediu q eu voltasse a te falar)…. Então, eu dei o leite em pó, com muito custo pq ele não quer muito não, e nas noites q ele tomou o Ninho, acordou uma vez só. Entretanto, ele não quer mais, rejeita e que o leite da mamãe mesmo. Voltei a dar somente o peito (e as acordadas noturnas voltaram – duas, três vezes – isso quando não é mais) e assim estamos…. Outras novidades, te conto. Bj. Ah, a Clara está uma fofa! O Vítor tb.

    View Comment
  6. Aline Lima

    essa fotinha diz tudo! mais que uma obrigaçao, e a satisfaçao de alimentar um filho, sabendo que estamos fazendo o melhor <3 por aqui tenho o mesmo pensamento, o desmame so acontecera quando eu e minha bebe estivermos preparadas….. bjos

    View Comment
  7. Pois é, aqui, como te falei, deu uma melhorada! De umas semanas pra cá a Clara começou a acordar menos vezes, mas ainda umas duas. Vamos seguindo nossos corações e tentando achar um ajuste para nós e os pequenos, né? Beijos!

    View Comment
  8. Pingback: O meu desmame | Projeto de Mãe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *