Retomando a rotina

Os últimos dias foram um tanto caóticos por aqui. Um turbilhão de coisas aconteceram: o falecimento do meu sogro, a viagem do Fábio para São Paulo para o velório e enterro e, por fim, o falecimento também de um tio-avô. No meio disso, teve ainda meu aniversário e a visita de amigas queridas, que vieram me fazer companhia e aliviar o clima pesado.

Então, o blog, coitado, ficou abandonado. Tive que pular a publicação da série de famílias empreendedoras e a coluna de sábado, a Dicas de Mãe. Mas enfim, aos poucos vamos retomando a rotina e tudo vai se encaixando, seja na vida, seja com o blog e as postagens.

***

Engraçado como as crianças sentem tudo que passamos. Por mais que a gente tente criar uma espécie de proteção emocional, uma barreira, elas conseguem perceber direitinho o clima diferente.

O Vítor, por exemplo, estava muito sensível e quis dormir comigo todas as noites. Também parecia curioso com o que tinha acontecido com o vovô. Explicamos, de forma objetiva e simples. No seu entendimento o resumo ficou assim: “Vovô Augusto tava dodói e foi lááááá no céu. Daí a vovó ficou muito tisti e o papai foi cuidá dela no São Paulo”. Impossível segurar as lágrimas com uma compreensão tão singela.

***

No entanto, o que mais me chamou a atenção nos últimos dias foi a falta que os dois sentiram do pai. Eles nunca tinham ficado longe por mais de dois dias. A Clara chegava a chorar chamando pelo “papai” olhando uma foto no nosso quarto. No Skype, também ficava resmungando, sem entender a distância física.

***

Mas enfim, agora o papai está de volta e temos que buscar força um no outro para seguir. Que a gente possa encontrar conforto e motivação na pureza dos nossos pequenos.

***

Aproveito para agradecer tantas manifestações de carinho. Cada palavra fez a diferença no nosso processo de aceitação e recuperação emocional. Obrigada!

Comentários Facebook

2 comments

  1. As crianças sempre entendem as coisas de uma forma diferente da qual imaginamos. Muitas vezes eu acho uma situação super complicada de explicar, me expressar, dai a Bia vem e faz isso lindamente. É que as vezes a solução é bem simples né? É que a gente com cabeça de adulto que não entende.

    Um beijo

    http://www.parabeatriz.com

    View Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *