Quando os filhos perdem o controle (e a gente também)

Hoje de manhã tivemos um momento daqueles. Não daqueles de morrer de amor, de fofura ou qualquer coisa assim. Um momento daqueles de sair correndo, sem lenço, nem documento, para bem longe.

O Vítor acordou bem, tomamos café da manhã e ele ficou olhando TV enquanto eu me arrumava. Depois, a Clara levantou e seguimos nosso ritual matinal pré-escola.

Acontece que na hora de vestir o Vítor, ele teve um surto. Não queria, começou a chorar, se jogar no chão. Fui ficando nervosa, perdendo a paciência. Já estava atrasada e não era a primeira manhã que ele encrencava para colocar a roupa.

O que era um probleminha foi crescendo, crescendo e saiu do controle. Ele começou a me chutar, eu o segurei com força na tentativa de vestir de qualquer jeito. Por fim, desisti e o coloquei no quarto enquanto fui para a cozinha, na tentativa de respirar e contar até 10.

***

Depois disso tudo, quando finalmente conseguimos nos acalmar e deixei os dois na escola… tive vontade de desabar. Um sentimento de fracasso, impotência.

Comecei a pensar sobre o que podia ter gerado toda aquela situação e a resposta foi muito clara: o Vítor não queria tirar o pijama, pois sabia que isso significaria ir para a escola. Ou seja, ficar longe de mim o dia inteiro pelo nosso sistema de organização atual.

Não foi a primeira vez nas últimas semanas que a culpa bateu forte.

***

Continuo refletindo. Continuo sem respostas. Apenas precisava compartilhar essa angústia de mãe contemporânea multi-tarefas. Sei que não estou sozinha.

Comentários Facebook

11 comments

  1. Não estas sozinha, então hoje foi o dia aqui tb, nunca chorei na frente dos meus dois, mas hj desabei, a cara da Júlia que tem 3 anos era um espanto só, pediu desculpas e tudo, mas nós mães queremos abraçar tudo e na maioria das vezes estamos sobrecarregadas, mas vamos lá pq a vida não para

    View Comment
  2. Ah, sei bem o que é isso…. meu pequeno na segunda de manhã, quando viu tudo arrumado para sairmos de casa, começou a maior manha, queria ficar no colo, e no colo, e no colo… e eu com esse barrigão, tentando arrumar o restante que faltava…. fiquei com a maior pena, pois sabia que tudo foi uma tentativa de ficar comigo em casa….. dói demais… bj

    View Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *