8 coisas que quem é mãe de dois (ou mais) já pensou

Confira uma lista com 8 coisas que quem é mãe de dois (ou mais) já pensou. Alguns tópicos com certeza passam na cabeça de uma mãe de um também. Veja só!

1 – Eu não vou dar conta

Primeiro pensamento que surge, muitas vezes quando o segundo (terceiro, quarto ou mais) baby ainda está na barriga. Como vou fazer com mais uma criança? Como vou dividir a atenção? Como vou dar conta da casa? Como? Como? Como?

2 – Eu não vou conseguir amar o segundo (ou terceiro, quarto, etc) como amo o primeiro

Depois das dúvidas sobre dar conta, chegam as reflexões sobre o amor dividido. A gente ama tanto o primeiro filhote que não consegue imaginar amar mais um pedacinho de gente igual. E quer saber? É verdade. A gente não ama os filhos da mesma forma. São amores diferentes. Um tão intenso quanto o outro, mas diferentes.

3 – Eu vou enlouquecer

Quando o bebê nasce o pensamento muda para “eu vou enlouquecer”. Dois ou mais filhos em casa é de fato um passaporte para o inferno. Ok, não é sempre, mas meu íntimo drama queen faz com que eu pense que vou ficar maluca pelo menos umas 5 vezes por dia. Insanidade define algumas vezes.

4 – Eu nunca vou conseguir tirar uma foto decente dos filhos juntos

Pensamento recorrente desde que a Clara nasceu. Tirar uma foto dos meus dois juntos é uma tragédia. Um sempre de boa e o outro berrando. Um parado e outro tentando correr para as colinas. Enfim, um festival de tentativas. E se tirar uma foto dos dois é difícil, imagina uma foto em família. Missão impossível.

DSC_00085 – Eu preciso de férias (sozinha)

Que mãe nunca pensou em dar uma fugida para bem far far away? Tudo bem que no primeiro dia a gente já se pegaria toda boba olhando a foto dos pequenos e pensando “que saudade dos meus amores”. Mas ok, faz parte.

6 – Que se foda

Quando o “eu vou enlouquecer” é muito recorrente, o pensamento muda para “que se foda”. Quer saber, ninguém morre com uma louça na pia, uma cama por fazer ou alguns (muitos) brinquedos atirados. Keep calm e que se foda. É libertador de vez em quando.

7 – O que não mata engorda

O primeiro filho não pode encostar no cachorro que já lavamos a mão. Não pode lamber um brinquedo que já surtamos com a sujeira. Doce só depois de um ano, refrigerante nem pensar. O segundo… hahahaha. Tá no jogo. Com ele o que não mata engorda e vamos em frente (exageros a parte para dar o tom :P).

8 – É tanto amor que não cabe em mim

Sim, é uma loucura, dá trabalho e tudo mais. No entanto, quando saímos do quarto deles à noite, com os pequenos dormindo gostoso, o que vem na mente é um pensamento só: é tanto amor que não cabe em mim. Por isso suportamos toda insanidade e temos força para começar o dia seguinte com um sorriso no rosto.

Coisa de mãe. Vai entender, né?

Leia também: 7 mitos e verdades sobre ser mãe de dois

Comentários Facebook

7 comments

  1. Paula

    Eu até acho (talvez, nunca se sabe) que entendo o lance do amor. Só de olhar pra ti e o Fábio com eles já da pra ter uma ideia. Só o que eu nunca entenderei (eu e todas as outras dezenas de pessoas pra quem já falei sobre “minha amiga, minha comadre” com todo o orgulho que tenho dentro de mim) é como tu da conta! Isso é inexplicável. Só pode ser esse amor aí!
    A foto da matéria ta o máximo! Mas já vi várias fotos sensacionais que tu conseguiu! ? ?

    View Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *