Viagem com crianças: o que considerar para escolher a passagem

Nanda_ProjetoLondres3Fiquei muito tempo namorando as nossas passagens aéreas para Londres até decidir comprar. Estava acompanhando o preço em diversos sites, especialmente pela variação do dólar. Já tinha encontrado uma opção dentro do orçamento, mas ainda achava que poderia conseguir uma alternativa melhor, não referente ao preço, mas ao voo em si.

Acabei comprando nossa ida para o dia 6 de agosto, um sábado. O voo é pela TAM (ou LATAM, a partir de agora) e fechei pela MaxMilhas. Então, decidi compartilhar aqui no blog alguns critérios que acho importante observar, especialmente quando se viaja com crianças.

Em um próximo post escrevo sobre dicas para pesquisar e comparar preços.

– FRANQUIA DE BAGAGEM

Verifique com a companhia aérea qual a franquia oferecida para bebês e crianças, pois pode ter variação entre as companhias e pela faixa etária do seu filho. Também é interessante observar regras para despachar carrinhos ou outros acessórios infantis, como cadeiras de carro.

A franquia geral para voos internacionais é de 2 volumes com 32 quilos cada. Aqui serão 6 malas com 32 quilos. Haja força para carregar tanta bagagem!

Um ponto importante para quem já sabe ou imagina que vai precisar de excesso de bagagem é confirmar o custo antes de comprar a passagem, até para avaliar se vale a pena ou se não é melhor comprar com outra companhia.

– DIA DE EMBARQUE

Embarque fim de semana geralmente é mais caro. No entanto, encontrei uma passagem com preço bom em um sábado e não tive dúvidas. Afinal, assim fica mais fácil para quem vai nos levar ao aeroporto (provavelmente meus pais, que trabalham dia de semana) e para o Fábio nos buscar no domingo, quando vamos chegar em Londres (também pela questão de trabalho).

Com crianças isso faz diferença, pois a ida e volta do aeroporto precisa ser bem oganizada para ajudar a garantir mais conforto e praticidade.

– HORA DE EMBARQUE

Fator que considerei muito na escolha do voo. Como vou viajar sozinha com o Vítor e a Clara, a minha preferência era por voo noturno, na esperança de que os dois durmam tranquilos (todas torcem).

Nosso embarque será 18h e pouco em Porto Alegre, chegando em Londres no dia seguinte, na metade da tarde (horário no fuso de lá). Imagino que será bom desembarcar durante o dia ainda, pois assim vai dar tempo de ir para casa, curtir o papai e matar as saudades para depois descansar bem e recuperar as energias com uma boa noite de sono (é pedir muito?).

DSC02180– ESCALAS

Boa parte dos voos que vão para Londres com saída de Porto Alegre fazem escala em São Paulo e em outra capital da Europa. Isso acaba deixando o voo mais longo, o que com crianças pode significar caos. Então, preferi investir um pouco mais na passagem e comprar uma opção com apenas uma escala, em São Paulo.

Na hora de comprar passagens também é importante notar o tempo de escala. No nosso voo a escala vai ser de 3 horas. Calculei que será um tempo ok para gastar com os dois no aeroporto, considerando banheiro, comida, lojinhas, bagunça de irmãos. Acho que será possível gerenciar sem muita crise (oremos!).

– TEMPO TOTAL DE VIAGEM

Isso acaba variando muito em função das escalas e do tempo entre um voo e outro. Por isso é importante ficar atento.

– HORA DE CHEGADA

Sempre é bom pensar na questão de sair do aeroporto. Alguém vai buscar? Como? Carro, ônibus, metrô? Importante considerar a logística toda e os custos. Afinal, com certeza as crianças vão estar cansadas do voo e você também mega esgotada, por mais que os pequenos se comportem.

Alguma dica adicional?

Comentários Facebook

0 comments

  1. Pingback: Viajando sozinha com os filhos: dicas para um voo tranquilo | Projeto de Mãe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *