O meu desmame

A Clara sempre mamou bastante e em intervalos curtos. De hora em hora lá estava ela, grudada no peito.

Optei pela livre demanda e a “mamação” durou um bom tempo. Respeitei o ritmo da pequena e sempre atendi. Dia e noite. Noite e madrugada (mesmo que isso significasse amamentar mais de 10 vezes por noite em alguns picos de crescimento e saltos de desenvolvimento).

Com a introdução alimentar, a partir dos 6 meses, as coisas começaram a mudar, mas ainda num ritmo muito lento. A Clara demorou até se interessar pelos alimentos e foi bem devagar que as mamadas começaram a ter um intervalo maior.

Quando completou 1 ano, estávamos num ritmo legal. Frutinha de manhã, almoço, lanche da tarde e janta. No meio disso algumas (várias) mamadas. À noite mais umas três acordadas com leite da mamãe.

A única coisa que eu achava que podia melhorar era a questão das madrugadas. Levantar tantas vezes acabava comigo. Sentia saudade de dormir uma noite inteira, de realmente descansar por completo.

Mas eis que nas últimas semanas a situação mudou de novo. A Clara começou a realmente comer. Comer com vontade, sabe? De limpar o prato. De repetir. De comer com gosto.

Isso fez com que as mamadas dessem uma diminuída e reduzissem, naturalmente, a umas três por dia: quando acorda, antes da soneca do almoço e de tardezinha. Depois, à noite, antes de dormir e no máximo duas de madrugada.

É estranho me adaptar ao novo padrão da Clara e até meu corpo sentiu. Dias atrás fui tomar um banho quente e o peito estava cheio e ardendo, coisa que não acontecia mais.

Bateu saudade da minha RN que nasceu ontem e hoje já dá os primeiros passos e ensaia as primeiras palavras. Bateu saudade de quando ela vivia grudadinha em mim.

E foi assim que percebi que meu desmame já começou e eu sinto isso mais do que a Clara. Ela está bem, feliz, crescendo. Tudo no seu ritmo, no seu tempo. Minha menina começa a descobrir novas possibilidades e, muitas delas, sem a necessidade do seu “tetê”.

Nada disso significa que ela vai parar de mamar de um dia para o outro, até porque veja bem… ela tem 1 ano e 1 mês e mama pelo menos cinco vezes por dia. No entanto, começou a despertar para um mundo novo, onde talvez um colinho e um beijo resolvam um problema melhor do que uma mamada.

E assim vamos crescendo. Eu e ela. Com amor e leite, mas também com conversa, brincadeira, colo e beijinho.

DSC_0132
Siga no teu ritmo, minha pequena. Estarei sempre aqui.

Comentários Facebook

8 comments

  1. kelly

    Anada, estou há dias pra te escrever, pois quero te agradecer de todo coração. pois graças a vc, meu bebe q completa 2 meses no domingo, mama exclusivamente ja faz um tempo, e a quantidade de leite aumentou pra caramba. Meu primeiro filho, q hj tem 2a e 10m, mamou ate 1a e 5m, mas com complemento. Desde os nove dias de vida, e mesmo tendo buscado muuuuita informação na segunda gravidez, e tendo tomado a decisão de q meu bebe so tomaria leite materno, exclusivamente ate os 6 meses, com 20 dias de vida dele vi q isso nao ia acontecer, e isso tava acabando comigo, me deixando arrasada. Eu estava muuuito cansada, sem ajuda nenhuma pra cuidar de 2 e com familia fazendo minha cabeça d q o melhor era ele tomar nan pra dormir “pq sustentava mais”. e o q mais me decepcionava era q minha irma, q trabalhou como auxiliar d enfermagem na maternidade daki, me incentivava a isso, ela dizia q tinha q dar nan, pra sustentar ele. Meu marido comprou pra mim um bombinha d tirar leite manual logo q o bebe nasceu, mas dava trabalho, demorava uma eternidade e não saia mais q 30 ml, mas um dia, depois de ter dado 120 ml d nan pra ele antes de dormir, e enqto lia seu blog, eu li seus relatos de amamentação, e chorei mto, pq eu tava sendo fraca, optandp pelo caminho mais facil por minha causa sem pensar nele. Vi sua força de vontade e garra, motivação pra a amamentação acontecer, vi q, assim como eu, vc ouviu pitacos alheios sobre tudo o q vc fez e tomei coragem e encarei. Morria de canseira, mas encarei, comecei a tirar leite pra aumentar a produção, nao tirava quase nada no começo, mas sabia q daria resultados. E deu, hj tiro 120 ml em 20 minutos, deixo leite congelado qdo tenho q sair ou qdo estou mto cansada, e tem dado mto certo, sei q eh o melhor pra e pra mim, pois amo esse momento meu e dele. Tive mta sorte com o primeiro, por mesmo tomando nan de complemento ele mamou quase 1 ano e meio. Ele podia ter desmamado com poucos meses assim como aconteceu com o vitor e vc, mas eu nao quis testar a minha sorte, eu sentia q se eu continuasse com o nan, ele iria desmamar com 3, 4 meses…. Obrigada mesmo Ananda, vc “salvou” minha historia com meu bebe. Vc me deu forças e me encorajou sem nem mesmo saber rsrs. Seu blog eh mto importante, pois assim como eu, vc deve ter ajudado mta gente, seja com amamentação, ou parto, ou festinhas, dicas..ou ate mesmo contando pra nós sua rotina, mostrando q gramado do vizinho nao eh tao verde qto a gente pensa rs. Miiiiiiiiiiill beijos pravc, seus filhos lindos e seu marido. Sua familia eh linda. Vou continuar a visitar seu blog todos os dias e a adorar sempre. Sucesso pra vc, vc merece. Mto. Beijoss!!!

    View Comment
    • nandaetges
      Author

      Kelly! Que comentário mais querido! Nossa, tu não imagina a minha felicidade a cada palavra! Que bom que de alguma forma eu consegui te ajudar. Mas o mérito do sucesso é todo teu, que foi guerreira e persistiu! Parabéns! E muito leitinho para vocês!

      Beijos e muito obrigada pelo carinho!

      View Comment
  2. Síndrome do ninho vazio… Começando. É tão difícil porque a gente sente falta da tal "liberdade" o tempo todo, mas quando ela vai chegando nos dá um pavor. O consolo é que, quanto menos eles precisam da gente, sinal de que o trabalho foi bem feito. Autonomia é mesmo uma conquista importante e um aprendizado constante.

    View Comment
  3. Aline Freire

    Queria q meu desmame tb tivesse sido assim, naturalmente, mas infelizmente nao foi, meu bb esta c/ 7 meses e 3 semanas, ja tem 2 dentinhos, qdo comeci c/ as papinhas aos 5 meses ele comia bem e dpois parou, o pediatra disse q seria por causa dos dentinhos, mas nao voltou a comer…ele tb mamava como a Clara, pouco e varias vezes…acordava o tempo td na madrugada, a cd 2hrs, hora e meia, as vezes ate d hora em hora, qdo nasceu os dentinhos, mas estou sozinha aki so c/ meu marido, a familia dele nao mora perto e a minha em outro estado, durante ele quase nao dorme tb, as vezes 1 cochilo d 30min antes do almoço e + 30min dpois mas nem sempre, estava mto cansada, mtas dores d kbça, no corpo, cansaço msmo pq nao tem ninguem p/ me ajudar so meu marido q chega a noite e tb ta cansado do dia d trabalho, dpois d varias tentativas frustradas p/ ele dormir durante a noite c/ remedinhos, tivemos q entrar c/ tratamento d choque, nos disseram q ele estava viciado no peito, por isso nao comia e nem dormia direito, qqr coisa corria p/ o peitinho da mamae, mas nao estava fazendo bem nem p/ mim, nem p/ ele, emagreci bastante e comecei a ficar preocupada e decidimos semana passada pelo desmame, claro q foi horrivel a 1 noite…ele chorou mto e eu tb, achei q nao ia resistir, mas se cedesse ali teria q passar por td akilo d novo e resisti, ele acordou varias vezes, eu ninava e ele voltava a dormir, ate q aceitou a mamadeira c/ mucilon e dormiu a noite td…ja estamos assim ha 1 semana, agora ele mama d manha, almoça a papinha toma o suco d laranja lima, as vezes tira akela sonequinha a tarde qdo acorda tem 1 mingauzinho, fruta ou a mamadeia, janta e dpois a ultima c/ o mucilon…doi qdo lembro dele mamando é tao lindo, tao gostoso…sentimos q nakele momento nada + importa, mas foi p/ o bem dele, teve q ser assim…

    View Comment
  4. Aline, será que não seria legal tu procurar ajuda de outros profissionais? Talvez de uma nutricionista infantil e de uma psicóloga. Mucilon não é indicado, pois contém muito açúcar. E alguém da área da psicologia poderia te ajudar a ver a questão emocional por outro ângulo. Pensa com carinho! Tudo de bom pra ti e pro teu bebê!

    View Comment

Deixe uma resposta para Marina Ribeiro Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *