Bastidores do meu pedido de visto: Family Permit para UK

Nanda_ProjetoLondres3Na nossa última ida para São Paulo eu tinha horário marcado para encaminhar meu visto. Era na sexta, 14h40. Tinha passado as últimas semanas envolvida com o formulário gigante e os papéis para comprovar tudo que estava declarando.

Mas é óbvio que em cima da hora tinha que rolar uma pitada de emoção. E acho que abriu a tampa da emoção, porque olha… foi especial a dose!

Ainda vou fazer um post detalhado sobre o Family Permit, tipo de visto que solicitei. Ele se enquadra para companheiros de cidadãos europeus. Como o Fábio tem nacionalidade portuguesa, é o visto indicado para mim.

Mas, para resumir, eu estava em São Paulo na sexta pela manhã com 80% da documentação em mãos. Faltavam duas coisas que estavam a caminho:

1 – Documentos do Fábio, que ele me enviou de Londres por courier. Pelo rastreio (e para meu desespero) eles chegariam na terça depois do meu horário marcado no consulado. Contudo, pelo rastreio detalhado aparecia que eles já estavam em São Paulo desde quinta e no caminhão para entrega.

2 – Traduções juramentadas enviadas de Porto Alegre por Sedex. Pelo prazo estimado deveriam estar quinta (dia anterior) na casa da minha sogra. Mas nada ainda!

Olhei no relógio: 10h. Lembrando que era o dia da minha marcação. O local onde eu tinha que ir era do outro lado de São Paulo (e quem conhece o trânsito de São Paulo sabe o que isso significa).

Comecei a surtar. Pensei: não posso perder o horário no consulado. Eu até poderia remarcar, mas isso envolveria ir novamente para SP ($$$).

Um olho na rua e um nos rastreios. Até que 10h30 tocou o interfone. Era um motoboy com o envelope do Fábio. Aleluia! O mais difícil tinha chegado, não iria desistir de ir atrás de um Sedex.

Perseguição atrás do Sedex

Comecei a ligar para todas agências de Correios. Foram me passando de um lugar ao outro até que consegui o telefone do depósito onde meu pedido poderia estar. Quase meio dia e eu correndo contra o tempo.

No depósito o atendente me informou: teu pedido deve estar saindo com o carteiro para entrega. Eu gritei: segura ele!

DSC_0001
O atendente conseguiu pegar o carteiro na porta do depósito e ficou com o envelope para eu buscar. Minha sogra me levou de carro e conseguimos enfim ter em mãos as traduções juramentadas.

13h no relógio. Cheguei em casa, peguei as coisas e chamei um Uber. Tinha que voar pra dar tempo. Então, 14h20 cheguei no local. Mas acreditam que ainda tinha que tirar uma foto que ficava do outro lado do prédio?

Fui correndo (mesmo!) até o local da foto, fiz uma cara qualquer e perguntei se já tava pronta. HAHAHAHAHA! Até parece. A mulher me informou que levava VIN-TE MI-NU-TOS. Mas moça, eu não tenho 20 minutos! Ela me disse que mais pessoas já passaram por isso e que subiram sem a foto e depois buscaram para incluir no pedido.

Confiei, respirei e corri para chegar a tempo. Entrei na sala 14h38. Tava sem fôlego. No fim, meu atendimento demorou alguns minutos e deu tudo certo. A foto nem era mais necessária e busquei só porque já tinha pago.

Depois da maratona, visto encaminhado e agora só esperando a resposta. O pedido já foi analisado e a minha documentação despachada de volta. Pior que só saberei se o visto foi aprovado quando o Sedex chegar aqui em casa. Haja coração, ainda mais depois do resultado do referendo da semana passada.

Dedos cruzados!

Comentários Facebook

0 comments

  1. Pingback: Como solicitar o seu visto Family Permit para o Reino Unido | Projeto de Mãe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *