11 dicas essenciais para mamães de primeira viagem

Ter um recém-nascido em casa e ser uma mamãe de primeira viagem é sem dúvida um grande desafio, repleto de amor e afeto mais ainda assim um desafio.

A fim de tornar esse desafio um pouco mais fácil, separamos 11 dicas essenciais que você mãe de primeira viagem tem que saber. 

Mamãe de primeira viagem

1- Aceite ajuda


Eu sei que você vai querer fazer tudo sozinha e vai se dedicar 100% ao seu bebê, e que não vai querer se afastar nem por um minuto, mas você vai precisar de ajuda. Bebês dão muito trabalho e aceitar ajudar vai ser bom para você mamãe e para o seu bebê

2- Planeje o parto


Imprevistos podem acontecer e alterar o que você havia planejado. Mas, o nascimento do bebê é um momento muito importante e você deve cuidar para que ele aconteça do jeito que você planejou levando em conta suas preferências.

3- Faça uma lista do que você vai precisar comprar


Mãe segurando um ursinho na frente da barriga

A primeira dica de ouro é não sair comprando tudo o que vê pela frente, mesmo que montar o enxovalzinho do bebê seja muito empolgante e você queira tudo. Compre peças chaves se o seu bebê for um menino não esqueça de calças, shorts, blusas infantis, casaquinhos, bodies de manga longa e de manga curta e macacões. Já se for uma menina aposte em tudo que já foi citado e não se esqueça dos vestidos, vestido infantil é muito importante. 

4- Pesquise muito sobre amamentação


Amamentar é um presente, mas também é cansativo e, às vezes, pode ser frustrante. No começo, você e o bebê poderão ter alguns probleminhas para se adaptar à prática. Por isso, é muito importante que você procure informações sobre como amamentar e quais problemas podem surgir.

O seu médico, enfermeira ou até mesmo uma doula podem ajudar muito nesse momento. Além disso, compressas de hidrogel também podem ser ótimas para aliviar o desconforto que as vezes a amamentação pode causar.

5- Lembre-se de cuidar de você também


Ser uma mãe de primeira viagem é um mix de sentimentos, a felicidade extrema, ansiedade e todo amor envolvido, mas também pode ser exaustivo.

Lembre-se de que é essencial cuidar de você também.

Coma corretamente e de preferência com a orientação de um nutricionista, durma sempre que puder e procure tirar um tempo para você.

Afinal, para que você possa cuidar bem do seu bebê, você precisa estar saudável, tanto física quanto mentalmente.

6- Não faça comparações


Você precisa se lembrar que cada bebê é único, assim cada desenvolvimento também vai ser único.

Não ligue se o filho da vizinha está mais gordinho ou mais magrinho, que a filha da sua amiga já está quase falando ou engatinhando antes do seu bebê.

Você precisa sim ter consultas regulares ao pediatra escolhido e ter certeza que a saúde do seu bebê está em dia, mas, fique em paz e curta cada momento, porque o tempo passa muito rápido.

Aliás, uma dica de extra: aproveite todas as fases e não fique preocupada com a próxima etapa. Depois você vai sentir saudade desses momentos que são tão especiais.

7- Visite obstetras, maternidades e pediatras com antecedência


Se você tem convênio médico ou fará o pré-natal e parto em serviços privados, faça uma lista de maternidades, obstetras e pediatras disponíveis. Depois faça visitas e vai listando os seus preferidos.

Você pode procurar pelo pediatra entre o segundo e terceiro semestre da gestação, mas o obstetra e a maternidade já devem ser escolhidos logo no início da gestação.

Assim, você evita problemas em momentos mais críticos.

Pelo Sistema Único de Saúde (SUS) pode não ser tão fácil escolher o obstetra. Mas é possível visitar as maternidades disponíveis pela rede pública e assim escolher a que mais te agrada.

8- Crie uma rotina com o seu bebê


Criar uma rotina com o bebê é muito importante para otimizar o seu tempo e consiga dar conta de tudo. Assim, é importante dormir quando o bebê dormir, definir o melhor horário para banho, para as refeições, os passeios, as sonecas e claro visitas de familiares.

9- Divida as responsabilidades com o pai do bebe


As responsabilidades de cuidar de um filho não devem ser apenas da mãe de primeira viagem. Incentive o pai da criança a participar nas atividades do bebê, tanto para que você possa ter um tempo para descansar quanto para que pai e bebê possam criar um vínculo de amor e confiança.

10- Se prepare para os choros


O chorinho do seu bebê provavelmente irá te preocupar no início. Mas lembre-se de que chorar é a ferramenta que o bebê tem para se comunicar com você e pode ter certeza que ele vai usar essa ferramenta todos os dias, várias vezes ao dia. Mas aos poucos, e sem se cobrar você aprenderá a identificar se ele está com fome, se precisa de uma fralda nova, se está irritado ou incomodado – enquanto isso, muita paciência e amor sempre.

11- Descanse o máximo possível nas últimas semanas para o parto

Mãe fazendo coração na barriga

Eu sei que a maioria das futuras mamães estão ansiosas e com um desconforto por causa da barriga e acabam que não conseguem dormir direito, mas é importante que você descanse o máximo possível nesse finalzinho. 

Você precisará de muita energia para o parto e a primeira semana no bebê em casa é bastante cansativa. Serão muitas novidade e adaptações e, por isso, você precisa guardar alguma energia e estar preparada.

Esperamos que nossas dicas para mães de primeira viagem contribuam para acalmá-la e tranquilizá-la. Você está se preparando para a chegada do seu primeiro bebê?
Postagem Anterior Próxima Postagem