Confira como se planejar para pagar um convênio médico de qualidade

Os planos de saúde são cada vez mais importantes para a população. Isso porque, por mais que o SUS seja um ótimo sistema de saúde, ele está superlotado. Há mais pessoas precisando do que profissionais e recursos disponíveis.

Com isso, os atendimentos costumam ser mais demorados e precários. Para ter acesso à saúde de qualidade, o brasileiro se vê com uma única alternativa: a contratação de um convênio médico

Essa na verdade é uma das grandes preocupações das pessoas no país. Segundo uma pesquisa do Ibope Inteligência a pedido do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), os planos de saúde são o terceiro maior desejo de consumo dos brasileiros.

Ter um convênio médico fica atrás apenas do acesso à educação de qualidade e a casa própria. Esse estudo evidencia como a população se preocupa com sua saúde, especialmente após os meses mais severos da pandemia da Covid-19.

Afinal, nunca demos tanta importância para a nossa saúde quanto atualmente, após uma crise sanitária tão complexa. O fato é que conseguir pagar por um bom plano de saúde é mais difícil do que parece.

Grande parte da população não tem acesso ao serviço de saúde de qualidade por não ter condição de pagar. Outros conseguem remanejar alguns gastos para separar uma quantia para a contratação desses planos. 

Infelizmente, nem todos conseguem separar uma quantia para esses serviços, mas há pessoas que, se organizarem o orçamento, conseguem investir nesse tipo de contratação.

Para ajudar, daremos dicas de como fazer um bom planejamento financeiro para a contratação de convênios médicos de qualidade. São sugestões práticas que podem mudar a sua vida financeira. 

E melhor: podem melhorar a sua saúde e qualidade de vida, já que um bom plano pode ajudá-lo (a) a ser mais saudável e protegido em casos de emergência. Acompanhe as dicas e coloque-as em prática em 2022!

Organização financeira para conseguir pagar planos de saúde: confira dicas!

Antes de contratar um plano de saúde, é importante ter em mente que este é um investimento pré-pago. Isso quer dizer que os beneficiários pagam e somente assim, podem usufruir dos serviços médicos durante o mês em questão.

É importante que as pessoas tenham um bom planejamento financeiro para que todos os meses elas consigam arcar com esses custos, assim evita-se transtornos de atrasos e paralisação dos serviços.

O plano de saúde também deve ser visto como uma das prioridades da pessoa durante a organização da vida financeira. 

Outro ponto importante é que existem diferentes categorias de convênios médicos. As linhas empresariais, por exemplo, são oferecidas para organizações corporativas.

Em alguns casos, a empresa paga o valor total do plano, o que é ótimo. Em outros, ela arca com o custo parcial do convênio.

Existe também o plano por coparticipação, em que o beneficiário deve pertencer a algum grupo – como sindicatos, por exemplo.

Por fim, os convênios médicos individuais são aqueles mais conhecidos, em que a pessoa paga o plano com seu próprio dinheiro.

Com essas características em mente, vamos às dicas de planejamento financeiro para contratar um plano de saúde em 2022 e ter mais tranquilidade em relação aos cuidados médicos durante o ano todo.

Entenda quanto recebe e quanto gasta durante o mês

O primeiro passo é o entendimento de quanto entra e o quanto sai da conta durante o mês. Ou seja, o valor que a pessoa recebe e o quanto ela gasta até seu próximo salário.

Com isso, é possível analisar o valor das contas fixas e o quanto é gasto com coisas superficiais. O ideal é separar uma quantia para as contas, uma para momentos de lazer e uma para guardar/ investir. 

O plano de saúde deve ser visto como um gasto fixo. O próximo passo é eliminar gastos variáveis que podem ser dispensáveis. Saiba mais!

Elimine gastos superficiais

Neste tópico, estamos falando daqueles gastos que podem ser evitados, como compras excessivas de roupas, delivery, aplicativos de carros, entre outros.

Muitas vezes vale a pena rever essas contas para entender se elas são realmente necessárias ou podem ser dispensáveis. 

Eliminando alguns gastos, talvez sobre algum dinheiro para investir na sua saúde e qualidade de vida. Com isso, o próximo passo é fazer as contas e ver o quanto pode gastar com convênios médicos – até R$150,00, por exemplo. 

Escolha o tipo de plano adequado para o seu bolso

Como dissemos, há vários tipos de planos de saúde. Cada opção tem valores e particularidades diferentes, então, isso deve ser analisado com cuidado. Entenda quais alternativas cabem no seu bolso.

Depois, confira os serviços oferecidos pelo convênio, rede credenciada, pronto atendimento, entre outros detalhes importantes. O ideal é investir em um plano que seja pensado para você.

Exemplo: alguns corretores oferecem planos com coberturas nacionais. No entanto, se você não costuma viajar pelo Brasil, por que pagar mais caro por essa cobertura que não vai usar?

Pesquise bastante, converse com profissionais e somente depois disso, feche algum contrato. Assim, terá uma vida financeira estruturada para investir em planos de saúde, que são tão importantes para a qualidade de vida.

convênio médico