Como Viajar Sozinho Para o Exterior

Como Viajar Sozinho Para o Exterior, Dicas Importantes

Viajar sozinho, ainda mais para o exterior, é uma grande aventura, além, claro, de uma grande experiência. E para que tudo ocorra da melhor forma possível, é fundamental se atentar a algumas dicas…

Quer saber quais são elas? Então é só continuar acompanhando o artigo!

Dicas importantes para viajar sozinho

Destino

A primeira dica que você deve considerar para viajar sozinho, refere-se à escolha do destino.

Isso porque, você precisa escolher um lugar que seja do seu agrado e de acordo com seu perfil, que caiba no seu bolso e que tenha um nível mínimo de segurança – afinal, você estará indo sozinho.

Então, antes de tomar qualquer decisão, avalie muito bem esses itens acima. 

E para isso, faça pesquisas na internet, converse com pessoas que já viajaram para o destino que você deseja ir e só depois “bata o martelo”.

Orçamento

Uma viagem para o exterior não costuma ser algo muito barato, afinal, há passagens e ingressos para comprar, reservas para fazer, documentos para emitir e assim por diante.

Fora que, ao viajar sozinho, você não terá outra pessoa para “rachar” e dividir as contas – claro, a menos que você faça amizades e combine isso com a pessoa.

Portanto, outra dica importante que você precisa se atentar é estabelecer um orçamento adequado para a sua viagem, de modo que você consiga aproveitar o destino e não passe por perrengues financeiros.

E para isso, além de pesquisar todos os custos, é importante anotar todos os valores em algum lugar para ter uma noção mais clara da quantia que será necessária – pode ser em um planilha, em um aplicativo ou em uma folha de papel.

Documentos

Dependendo do destino que você for viajar, pode ser necessário apresentar alguns documentos para você poder entrar no país em questão, como passaporte e/ou visto válido.

Então, para não ter problemas e maiores transtornos, é essencial que com antecedência, você se informe sobre este assunto e claro, dê entrada, o quanto antes, para obter todos os papéis/comprovantes necessários.

E quando estiver com toda a documentação, faça cópias dela, tanto de maneira impressa quanto digital.

Vacinas

Além dos documentos citados anteriormente, outro item que você precisa se atentar para a sua viagem são as vacinas – ainda mais agora por conta da Covid-19.

Portanto, em seu planejamento, verifique se você precisa tomar uma ou mais vacinas para poder embarcar no destino.

O CIVP – Certificado Internacional da Vacinação Profilaxia, por exemplo, é um documento exigido por mais de 100 países atualmente, então é importante estar atento a isso.

E assim como a documentação, resolva essa questão com antecedência. Não deixe para última hora, pois pode ser um risco para a sua viagem.

Hospedagem

Para escolher uma hospedagem ao viajar sozinho, você precisa avaliar o seu perfil de viajante, bem como o orçamento que você tem disponível.

Se você quer ficar em um quarto mais reservado, por exemplo, você pode optar pelo tradicional hotel ou por um Airbnb.

Por outro lado, se você quer ter mais contato com outros viajantes e conhecer novas pessoas, um hostel ou um Couchsurfing podem ser as melhores alternativas para você.

Agora, qualquer que seja a sua escolha de hospedagem, você não pode deixar de considerar dois aspectos essenciais: a localização e a segurança, afinal, você estará sozinho, sem familiares ou amigos por perto.

Roteiro

Uma das vantagens de viajar sozinho é que você pode fazer o que quiser, quando quiser – e isso está diretamente relacionado à montagem do roteiro, pois ele será utilizado para você se organizar em relação a onde ir no exterior.

Então, para montá-lo, faça bastante pesquisas na internet e veja quais são, por exemplo, as melhores atrações para visitar, os melhores pontos turísticos para conhecer, os melhores passeios para fazer, etc.

E com base nessas informações, monte o seu roteiro. E ao fazer isso, considere os deslocamentos e os horários de funcionamento para não ter problemas depois.

Além disso, não exagere, coloque um número realista de atividades para fazer por dia, afinal, você também precisa descansar e aproveitar cada lugar de maneira adequada. Então, não saia querendo conhecer tudo em um ou dois dias.

Ah! E uma última coisa sobre este assunto: não preencha o seu roteiro 100%. Ou seja, deixe alguns espaços e alguns momentos livres para que você possa curtir algo que só descobriu lá, por exemplo. 

Seguro viagem

Contratar um seguro viagem, mesmo que não seja obrigatório, é fundamental para qualquer viagem ao exterior.

Isso porque, nunca se sabe o que pode acontecer. Você pode ficar doente no destino, se machucar, ser roubado… é claro que ninguém quer passar por isso, mas e se?

Então, para não ter maiores transtornos e prejuízos, é de suma importância contratar um seguro para oferecer coberturas, em caso de um problema no exterior.

Uma consulta médica, por exemplo, é algo bastante “salgado” em países da Europa e nos Estados Unidos, e se você não tiver um seguro, o valor cobrado sairá do seu bolso – e isso pode comprometer ou até mesmo acabar com a sua viagem.

Bagagem

Outra dica importante para a sua viagem desacompanhado, refere-se à montagem da bagagem.

Aqui, é de suma importância, primeiro, olhar na internet como estará o clima no destino para escolher roupas, peças e acessórios adequados (você pode fazer isso quando estiver faltando cerca de cinco dias para sua viagem), e segundo, montar uma “farmacinha” para levar remédios básicos como analgésicos, antialérgicos e anti-inflamatórios.

Lembre-se: você estará sozinho, então é importante ter esses cuidados para não ter maiores problemas com a sua saúde.

Chip internacional

Ter acesso à internet no exterior, não é algo extremamente necessário, porém, ajuda bastante.

Isso porque, hoje em dia, a internet, os sites e os aplicativos auxiliam e muito em diversas tarefas e situações do dia a dia. Por exemplo, para encontrar um bom restaurante, pedir um Uber, ver rotas/trajetos e descobrir a tradução de algo que você não sabe.

Então, se você quer ter esse auxílio e não depender somente de Wi-Fis disponíveis em estabelecimentos, compre um chip internacional para utilizar em sua viagem.

Pesquisas

Como você estará indo para o destino sozinho, é essencial que antes da data da viagem chegar, você faça pesquisas e mais pesquisas.

Afinal, você estará indo para um lugar novo, diferente e sem a companhia de outra pessoa.

Então, “mergulhe” no destino e procure saber ao máximo sobre ele, desde coisas óbvias, até coisas diferentes e curiosas.

Por exemplo, quais são as leis e regras do destino, qual a história, quais os hábitos e costumes dos moradores, como é o clima, quais as curiosidades e assim por diante.

Dessa forma, você chegará muito mais preparado ao destino e diminuirá as chances de ter problemas e passar perrengues.

Dica final

Para finalizar, uma última dica para a sua aventura sozinho, refere-se ao dia da sua viagem…

Caso você dirija e opte por ir com seu veículo até o aeroporto, é importante que algumas semanas antes de viajar, você reserve uma vaga em algum estacionamento para deixá-lo.

Então, se o seu local de embarque é em São Paulo, por exemplo, não deixe de procurar e encontrar um bom estacionamento no aeroporto de Guarulhos para deixar o seu carro, ok? 

E essas foram as principais dicas para você viajar sozinho! Esperamos que elas tenham sido úteis para você!