Pinça Goiva: instrumento cirúrgico para dentes e unhas

A pinça goiva é um instrumento cirúrgico versátil usado por dentistas e também por podólogos. Porém, possui formatos diferentes conforme a sua aplicação.

Então, é importante destacar que este não é um instrumento estético. Portanto, não serve para a remoção de coisas como pelos da sobrancelha ou a cutícula da unha.

A goiva é um instrumento cortante que requer um manuseio correto. Só pode ser usada por profissionais com os devidos cuidados de assepsia.

No artigo de hoje vamos conhecer melhor esse instrumento, suas variações e formas de uso.

Acompanhe. 

A pinça goiva para aplicação odontológica

Na odontologia a goiva é um instrumento feito em aço inox e utilizado para remoção de tecidos ósseos. Para isso, a pinça possui duas lâminas cortantes que são unidas pelo cabo.

Seu formato é similar ao de uma tesoura ou alicate. Pois, a pinça é articulada e se abre com o uso de uma mola feita de metal. Basta pressionar o cabo.

Ela permite que os dentistas realizem vários cortes sem ter que abrir a ferramenta. Logo, o seu uso é em cirurgias dentárias.

Variações da pinça goiva na odontologia

Mas, não há um único tipo de goiva para a aplicação odontológica. Afinal, esse instrumento pode ter diferentes tipos de pontas, direção e pega.

Por esse motivo existem diversas variações dessa pinça, como a goiva reta, a articulada, a Mini Friedman e a Luer micro curvo.

Suas aplicações envolvem a remoção do osso (dente), e também a remoção de arestas cortantes. Além de remover tecido ósseo que está sobrando.

A pinça goiva na podologia

Também existe um tipo de goiva que é utilizado por podólogos para remoção de unhas encravadas. Mas, para essa aplicação ela tem um design um pouco diferente.

Pois, a goiva para uso na podologia não é um instrumento articulado. E sim uma lâmina simples cortante, confeccionada também em aço inox.

Sua principal função é permitido corte e retirada do excesso da pele de unhas encravadas sem ocasionar ferimentos. Contudo, para isso requer um manejo adequado.

Por esse motivo, a goiva na podologia só pode ser utilizada por profissionais treinados, que saibam realizar os cortes necessários. Pois, do contrário, pode ocasionar um acidente grave.

Uma manicure pode desencravar unhas?

Normalmente as manicures utilizam um desencravador de unhas no seu dia a dia no salão. Mas, esse é um instrumento diferente da pinça goiva.

Porque um desencravador de unhas não é uma lâmina cortante, embora também seja feito de aço inox.

O desencravador tem uma ponteira curva que permite a remoção do excesso de pele que fica preso sobre a unha. Portanto, a sua função é empurrar o excesso de pele e não cortar como a pinça. 

Então, a manicure pode desencravar unhas com esse instrumento. Desde que o dedo afetado não apresente nenhum tipo de inflamação.

No entanto, a manicure não pode utilizar a pinça goiva, a não ser se seja também uma podóloga treinada. Com isso, as manicures oferecem mais um serviço preventivo retirando o excesso de pele.

E a retirada desse excesso de pele ajuda o dedo a permanecer saudável, sem um processo de inflamação.

Casos graves de unha encravada devem ser tratados por um dermatologista 

Uma unha encravada com pus e inflamação precisa de cuidados que vão além da estética. Portanto, nesse caso o certo é procurar um médico dermatologista.

Os profissionais de podologia podem ajudar com os casos mais leves de inflamação. Enquanto que as manicures podem fazer o trabalho preventivo, como mencionado acima. Além de cuidar da questão estética.

Afinal, nos casos mais graves também pode ser necessário o uso de medicamentos que só um médico pode receitar.

Então, agora que você já sabe o que é a pinça goiva para que ela serve, aproveite e deixe o seu comentário!

Pinça Goiva