Seus filhos perdem as roupas rápido demais veja como aproveitar mais o guarda-roupa deles

Seus filhos perdem as roupas rápido demais? Veja como aproveitar mais o guarda-roupa deles

As crianças crescem muito rápido e as roupas se perdem com a mesma facilidade. Confira dicas de como criar um armário durável para os pequenos.

As crianças crescem em um piscar de olhos, por isso, ter um guarda-roupa cheio não é o ideal. Nesse sentido, usar a criatividade e comprar roupas em promoção podem ser alternativas inteligentes para aproveitar mais as peças dos pequenos e economizar. Confira mais dicas como essas abaixo.

Compre sempre um número a mais

Embora seja uma dica bem básica, ela não deixa de ser interessante. As crianças crescem rápido demais e, muitas vezes, usam as roupas apenas algumas vezes ou nem chegam a usar por precisarem de um tamanho maior.

Para estender a vida útil das roupas das crianças, comprar peças com um ou dois números a mais pode ser uma boa opção. No entanto, não exagere no tamanho extra.

Reaproveite sempre

Reaproveitar as roupas das crianças, além de ser uma solução inteligente para aumentar a vida útil das peças, também é uma opção econômica e sustentável.

Não deixe que um simples “furinho” ou um pequeno rasgo inutilize a roupa do seu filho. Faça os reparos necessários ou reutilize.

Não compre muitas roupas

Comprar muitas roupas é um erro que quase todos os pais cometem em algum momento. Aqui, a dica é contar as roupas que estão no armário do seu filho para ter certeza que é realmente necessário comprar outras peças. Isso porque, muitas vezes, os pais acabam se surpreendendo com a quantidade de roupas guardadas e, assim, gastos desnecessários com novas peças.

Não compre roupas para o seu filho pensando em você

Reproduzir o próprio estilo de se vestir nos filhos é algo bastante comum, no entanto, é comum que, às vezes, as crianças não gostem da roupa — seja por limitar os movimentos ou até mesmo por incomodar de alguma maneira.

Portanto, ao comprar roupas novas para os seus filhos, tenha em mente que o conforto deve ser um dos pontos principais, sobretudo se eles ainda forem pequenos.

Organize o guarda-roupa

Mantenha o guarda-roupa do pequeno sempre bem organizado para que seja possível visualizar com facilidade o que ele tem.

Uma dica é classificar as peças por cor, tamanho e tipo, de preferência penduradas em cabides, para evitar que algumas se percam no fundo do armário.

Faça uma revisão

Antes de comprar novas roupas, veja as peças que seu filho já tem, pois, assim, você só vai comprar o que de fato ele estiver precisando.

Fique somente com as roupas que ele vai usar e, se possível, doe as que não serão mais úteis, pois tem sempre uma criança precisando.

Assim, você “mata dois coelhos com uma só cajadada”: faz uma boa ação e abre espaço no guarda-roupa para novas peças.

Sem exageros

O guarda-roupa da criança deve ser adaptado às necessidades e à rotina dela. Caso vocês morem em um local que faz muito calor, não há necessidade de ter muitas roupas pesadas de frio, por exemplo. Por isso, invista em roupas que de fato serão usadas.

Concentre-se nas peças básicas

Tenha em mente que, quanto mais neutras as roupas forem, mais serão utilizadas pelo seu filho, devido à quantidade de combinações que possibilitam. Isso não quer dizer que você não deva comprar peças coloridas, pelo contrário. O segredo é manter o equilíbrio.

Não estoque roupas

Não é nenhum pouco necessário estocar peças muito maiores do que as que a criança usa no momento. Compre conforme a necessidade do seu filho.

Você pode e deve aproveitar as promoções e as liquidações para renovar o guarda-roupa do pequeno, porém evite encher o carrinho com peças desnecessárias.

Transforme a roupa que a criança já tem em peças versáteis

É importante treinar o olhar para criar combinações com peças que você já tem. Um conjunto, por exemplo, pode ser usado separado e render alguns bons looks. Use e abuse da sua criatividade!