Amamentação: 8 dicas para as mães nesse período

 

A grande maioria das mulheres sonham em amamentar seus bebês e, assim que engravidam, esperam ansiosamente por esse momento tão especial e, ao mesmo tempo, delicado.

No mercado, há alguns acessórios que facilitam esse ato de amor, como o sutiã absorvente, que deixa a mamãe sempre sequinha, pois absorve o leite materno, possibilitando o uso de qualquer roupa sem o risco de manchas ou vazamentos.

Entretanto, na prática, nem sempre tudo ocorre conforme o esperado. Algumas mães podem ter muitas dificuldades na amamentação, levando-as até mesmo a desistir se não tiverem um apoio emocional e um preparo psicológico.

Se você está passando por essa situação, sinta-se abraçada. Não é fácil, mas é possível. Neste artigo, selecionamos oito dicas que vão ajudar você a vencer essa luta e a amamentar seu bebê. Confira!

1- Sono e estresse não combinam com amamentação

É perfeitamente normal que as mães que passaram pelo susto de ter seus bebês no CTI, por exemplo, tenham dificuldade em produzir leite devido ao abalo emocional. Da mesma forma, o cansaço diminui — e muito — a produção.

As primeiras semanas do novo membro da família costumam ser as mais difíceis para a mãe, uma vez que ela ainda está se recuperando do parto e, ao mesmo tempo, precisa se adaptar a uma rotina de cuidados com o bebê.

Por esses motivos,  descansar é primordial para que você tenha uma boa produção de leite. Sendo assim, sempre que possível, descanse bastante.

2- Hidratação é fundamental

Beba bastante líquido: água, chás, sucos e água de coco são ótimas opções para se manter bem hidratada. Além disso, quanto maior for sua ingestão de líquidos, mais leite produzirá para o seu bebê.

3- Prepare o ambiente para amamentar

Uma boa almofada de amamentação vai te ajudar a acomodar melhor o bebê no seu colo e, acredite, isso faz uma grande diferença.

Depois de um tempo, vocês estarão completamente entrosados, e o seu bebêzinho conseguirá mamar mais facilmente em posições variadas, mas, inicialmente, uma poltrona confortável e um ambiente propício ajudarão bastante vocês.

4- Alimente-se adequadamente

Na amamentação, assim como durante a gravidez, todos os nutrientes do bebê e os seus dependem única e exclusivamente de você.

É normal que as mamães de primeira viagem acabem descuidando um pouco da alimentação após o nascimento do bebê, porém, você precisa ter em mente que necessita de comida de verdade. Ou seja, evite os industrializados. Prefira carne, vegetais, arroz e frutas.

Além disso, a alimentação tem uma relação direta com a imunidade. Portanto, lembre-se que o leite materno transmite os nutrientes que o bebê precisa e também fornece anticorpos que irão combater vírus e bactérias de qualquer natureza.

5- Insista na pega correta

Inicialmente, você deve ajudar o bebê a pegar o seio corretamente. Para isso, segure a mama com a mão em formato de “C” para que o seu pequeno pegue toda a aréola. Dessa forma, ele conseguirá sugar a quantidade de leite que precisa.

6- Deixe o bebê mamar até o final

Só ofereça o outro seio quando o seu bebê esvaziar o anterior, pois o leite materno possui uma composição variável: no início da mamada, ele é mais leve, sendo perfeito para hidratação. Já no final vem a gordura, fundamental para deixar seu amorzinho saciado, forte e cheio de dobrinhas.

7- Valorize o sol

Mesmo com a pega correta, podem acontecer fissuras. Caso ocorra com você, passe um pouco do seu próprio leite nos seios e deixe-os expostos ao sol por alguns minutos do dia. Acredite, essa simples ação pode ter efeitos positivamente surpreendentes.

8- Use sutiãs absorventes de amamentação

Os sutiãs absorventes de amamentação serão seus melhores amigos no dia a dia, sobretudo durante o puerpério, quando os seios estão muito cheios e ocorrem vazamentos com frequência. Isso porque, além da abertura para o bebê mamar, eles também absorvem o leite e o suor, deixando as mamas secas e livres de bactérias. Portanto, não deixe de incluí-los em sua lista.