Revenda de lingerie

Revenda de lingerie: como montar um estoque estratégico

Um passo essencial para se obter sucesso na revenda de lingerie é priorizar a montagem de um estoque estratégico, versátil e de qualidade.

Para isso, algumas dicas são importantes, como: apostar em diferentes tamanhos, buscar fornecedores de qualidade, atenção às tendências e conhecer a demanda do público, sempre com novidade.

Além disso, é preciso entender que estoque é parte do ativo da empresa, ou seja, vale dinheiro, e deve ser montado por meio de compras de lingerie no atacado.

Então, é preciso montar um estoque bom e, acima de tudo, estratégico, que vai ajudar a traçar metas de curto prazo, que prevejam promoções e lançamentos de nova coleção.

Quem é o público?

Conhecer a clientela é fundamental para direcionar outros aspectos e auxilia a projetar o que será vendido, o que é fundamental para a manutenção do negócio.

Isso também vai ajudar na organização do atendimento, seja em um pequeno espaço em casa ou indo até a cliente.

As clientes são mais tradicionais ou mais ousadas? Mais jovens ou já passaram dos 50 anos? Essas informaçõers direcionam para os modelos deve haver mais no estoque das lingeries.

Se o forte é revender para clientes ousadas, pode-se investir em modelos mais sexy, na hora de comprar calcinha no atacado.

No entanto, o perfil do público não deve significar restrição de produtos. Quanto mais variedade houver em um estoque, melhor.

Para se ter uma ideia de como isso é importante, a pesquisa Comportamento de Compra das Consumidoras de Moda Íntima, realizada pela IEMI Inteligência de Mercado, apontou que 42% das consumidoras acham mais importante que a revenda tenha variedade de produtos.

Revenda de lingerie: Tamanho é documento

A diversidade de lingeries não deve ficar apenas na modelagem ou no estilo, mas também nos tamanhos. Quanto mais tamanhos diferentes o estoque tiver, mais clientes podem ser atraídas.

Dessa forma, é preciso contemplar todos os corpos, do PP ao XXG.

Os tamanhos maiores não devem se ater a modelagens tradicionais. Tê-los também nos lançamentos, nas peças mais sensuais e para noite é fundamental para que todas as clientes se sintam contempladas e possam indicar a revenda para outras mulheres.

Quantidade e organização

A qualidade da lingerie deve ser um dos pontos mais importantes. É essa característica que fará o estoque durar, sem o risco de as peças se deteriorarem com o tempo.

Investir em um estoque com alta qualidade é garantir um atendimento de primeira e a fidelização da cliente.

O estoque de revenda de lingerie não precisa ser imenso, para não haver risco de encalhe. A organização dele é essencial para que não haja perdas de peças e para saber o que há guardado.

Só assim é possível atender uma cliente que faz um pedido específico, perceber o que é preciso comprar para reposição e quanto investir em novidades na próxima coleção.